Tráfico decreta luto em São Gonçalo após morte de 'Robozinho'

Traficante era líder do Comando Vermelho

Escrito por Redação 09/01/2018 10:24, atualizado em 08/01/2018 07:43
>> Comerciantes de vários bairros de São Gonçalo foram obrigados a baixar as portas por conta da morte do traficante Robozinho
>> Comerciantes de vários bairros de São Gonçalo foram obrigados a baixar as portas por conta da morte do traficante Robozinho . Foto: JD


Pouco depois de saberem da morte do traficante Rodrigo Jaccoud, o Robozinho, durante troca de tiros com policiais da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) e agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil, bandidos ordenaram que comerciantes de Monjolos, Mundel e Marambaia, em São Gonçalo, fechassem as portas de suas lojas no sábado, decretando um luto forçado. Robozinho era um dos líderes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) no estado do Rio e chefe do tráfico em várias comunidades de São Gonçalo.


De acordo com moradores, a determinação foi dada assim que os traficantes subordinados a Robozinho souberam de sua morte, por volta das 15h de sábado. Segundo eles, um grupo de moto foi de loja em loja mandando que elas fossem fechadas. A circulação dos ônibus também foi impedida em alguns pontos de Monjolos e Mundel.


“Eu estava em Niterói ontem à noite (sábado) quando tiraram os ônibus que iam para Monjolos. Fiquei presa no terminal e não pude voltar para casa. Acabei tendo que ir para casa da minha sogra”, narrou uma moradora do bairro, que preferiu não se identificar.


O mesmo se repetiu ontem. No início da manhã de domingo, as lojas abriram normalmente, mas, mais uma vez, comerciantes foram obrigados a encerrarem o expediente poucas horas depois.


“Primeiro o comércio estava funcionando com portas semi-abertas. Por volta das 10h vieram os caras de moto e mandaram fechar tudo de novo. Isso é ruim também porque as pessoas acabam tendo prejuízo financeiro”, desabafou um outro morador que também optou pelo anonimato.


Recordando - Considerado o principal traficante do Comando Vermelho (CV) em São Gonçalo, Rodrigo Jaccoud, o Robozinho, foi morto durante troca de tiros com policiais da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) e agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil, na manhã de sábado, num sítio em Jaconé, Saquarema. Edilson Amâncio Corrêa, o Dilon, 30, braço direito do traficante, e mais um integrante do grupo, identificado apenas como Vini, também foram mortos na ação.


A operação teve início na sexta-feira, quando o setor de inteligência da DHNISG conseguiu descobrir que Robozinho, Dilon e Vini estavam num baile funk em Monjolos, São Gonçalo. O trio foi monitorado durante toda a noite e madrugada, até seguir para o sítio na Região dos Lagos, onde ficariam escondidos.


No início da manhã, os policiais se deslocaram para o local, que foi cercado. Armados com dois fuzis e uma pistola, os bandidos reagiram e acabaram mortos no confronto.



Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas