Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2608 | Euro R$ 5,6075
Search

Gonçalense preso por reconhecimento com foto é inocentado de mais uma acusação

Jovem segue preso e aguarda audiência para julgamento de última acusação

relogio min de leitura | Escrito por Felipe Galeno | 05 de março de 2024 - 19:34
Família de baterista se reuniu na vara criminal de SG para pedir por Justiça
Família de baterista se reuniu na vara criminal de SG para pedir por Justiça -

A 4ª Vara Criminal de São Gonçalo aprovou mais um alvará de soltura para o jovem Leonardo Antônio da Conceição Albertino, de 21 anos, nesta segunda (04). Preso desde dezembro apenas por reconhecimento com foto, o gonçalense já foi inocentado de duas acusações; ele aguarda, agora, o julgamento por mais uma acusação.

Duas testemunhas do crime pelo qual Leonardo foi acusado estiveram na audiência e não reconheceram o jovem. As testemunhas da defesa não precisaram ser ouvidas. O jovem foi inocentado de um assalto e homicídio em Guaxindiba. Mecânico de cicle e baterista da igreja, ele foi acusado de homicídios e roubos e associado ao vulgo "Sabiá". O reconhecimento, no entanto, foi feito por apenas uma testemunha, com base em uma fotografia.


Relembre o caso: 

Família de músico preso em SG cria vaquinha para contratar advogado

Jovem de SG preso por reconhecimento por foto segue na cadeia; família cobra justiça


Durante a audiência, a família do jovem, morador de Itaúna, realizou uma manifestação na calçada do fórum, cobrando justiça no julgamento do caso. "Ficamos lá na frente até 18h, em oração, pedindo justiça para o Leo. O pai dele estava lá desde mais cedo. As testemunhas dos crimes estavam lá, não reconheceram ele. E a juíza ouviu ele, que era o que eu pedi a Deus. Sabia que se ela ouvisse ela saberia que ele é inocente", conta Nádia da Conceição, de 42 anos, mãe do jovem.

Próxima audiência relativa ao caso acontece ainda em março
Próxima audiência relativa ao caso acontece ainda em março |  Foto: Reprodução

Leonardo passará por mais uma audiência na próxima semana, mas já recebeu alvará de soltura pelas acusações. A última pendente acontece no final deste mês. Caso também receba mais um alvará de soltura, o jovem pode ser liberado do sistema prisional ainda em março. "Ontem deu tudo certo. Deus estava presente ali. Meu coração está muito aliviado. Mas não vou parar; vou continuar orando, lutando pela justiça", destacou a mãe.

O caso segue sendo analisado pela 4ª Vara Criminal de São Gonçalo.

Matérias Relacionadas