Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Polícia Civil do Rio apreende oito das 21 metralhadoras que haviam sido furtadas em SP

As outras 13 armas do Exército continuam desaparecidas

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 19 de outubro de 2023 - 19:42
Os agentes interceptaram oito das 21 metralhadoras que haviam sido furtadas em SP
Os agentes interceptaram oito das 21 metralhadoras que haviam sido furtadas em SP -

Agentes da Polícia Civil apreenderam, nesta quinta feira (19), oito das 21 metralhadoras furtadas do Exército em São Paulo. A interceptação ocorreu na comunidade da Gardênia Azul, na Zona Oeste do Rio.

A Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Civil do Rio, apreendeu quatro metralhadoras ponto 50 e outras 4 MAGs, calibre 7,62.

Entretanto, ainda existem 13 armas desaparecidas: 7 ponto 50, que possuem capacidade de derrubar aeronaves, e 6 MAGs, usada para combate.


Leia também

➢ CPI da Alerj aponta falhas na identificação de pessoas em delegacia de Niterói

➢ Corpo de mulher queimada viva pela amiga é sepultado em SG


A Polícia Civil interceptou um vídeo na última quarta-feira (18), que mostrava criminosos oferecendo quatro dessas armas para traficantes do Comando Vermelho (CV).

A Polícia Civil do Rio, apreendeu quatro metralhadoras ponto 50 e outras 4 MAGs, calibre 7,62.
A Polícia Civil do Rio, apreendeu quatro metralhadoras ponto 50 e outras 4 MAGs, calibre 7,62. |  Foto: Divulgação/ Reprodução

Os agentes obtiveram informações de que parte desse arsenal, realmente havia sido comprado, após ter sido oferecido em quatro favelas dominadas pelo Comando Vermelho: Nova Holanda, no Complexo da Maré; Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha; Rocinha e Cidade de Deus. As armas, provavelmente, seriam utilizadas na disputa entre facções na região de Jacarepaguá.

Os policiais da DRE receberam informações que a carga estava sendo movimentada, da Favela da Rocinha, em São Conrado, para a Gardênia Azul. O carro foi monitorado até chegar na comunidade em Jacarepaguá, quando cerca de 20 agentes da DRE e da Polinter, entraram na comunidade.

As armas foram recuperadas dentro de um veículo na comunidade. O carro era roubado, e também foi apreendido.

Matérias Relacionadas