Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,2113 | Euro R$ 5,5412
Search

Disque Denúncia divulga novo cartaz em prol da localização e prisão da "Viúva Negra"

Foragida há cerca de três décadas, Heloísa Borba Gonçalves, de 73 anos, pode ter dado pistas de seu paradeiro

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 13 de agosto de 2023 - 11:46
O disque denúncia divulgou, neste domingo (13), um novo cartaz de "procurado" em prol da localização e prisão da Viúva Negra
O disque denúncia divulgou, neste domingo (13), um novo cartaz de "procurado" em prol da localização e prisão da Viúva Negra -

O disque denúncia divulgou, neste domingo (13), um novo cartaz de "procurado" em prol da localização e prisão de uma das criminosas mais procuradas do mundo, a advogada Heloísa Borba Gonçalves, a Viúva Negra, de 73 anos.

Heloísa pode ter dado pistas de seu paradeiro após passar cerca de três décadas foragida. A mulher teria participado de uma negociação por um imóvel na Zona Sul do Rio de Janeiro, segundo informações publicadas pelo portal "Uol" no último sábado (12).

De acordo com o veículo, a negociação envolveu a passagem de uma procuração da escritura de um apartamento em Ipanema para sua filha. Ela teria ligado, em 2021, para um cartório do 15º Ofício de Notas para fazer o pedido. O problema é que ela constava como casada com Nicolau Saad, morto em 1991, em um documento, e como viúva em outro.


Leia mais

➢ Viúva Negra procurada pela Interpol negocia imóvel no Rio


Por mais que tenha dado "sinais", o paradeiro exato de Heloísa segue um mistério. Há indícios de que a criminosa esteja vivendo nos Estados Unidos, na região da Flórida, onde dois se Deus filhos tem moradia. 

A criminosa, procurada pela Interpol, estaria usando o nome Heloísa Saad Lopez, misturando o sobrenome de um dos maridos mortos com o do atual companheiro nos EUA.

Quem tiver informações sobre a localização da Viúva Negra, denuncie de forma anônima, ao Disque Denúncia:

Central de atendimento: (021) - 2253 1177 ou 0300-253-1177

WhatsApp Anonimizado: (021) – 2253-1177 (técnica de processamento de dados que remove ou modifica informações que possam identificar uma pessoa)

Aplicativo: Disque Denúncia RJ

O anonimato é garantido.

Matérias Relacionadas