Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,1937 | Euro R$ 5,5292
Search

PRF prende dois com pedras preciosas e semipreciosas em Angra dos Reis

A ação aconteceu no km 493 da rodovia Rio-Santos

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 15 de fevereiro de 2023 - 10:20
Ao todo foram aprendidos 500 quilos de pedras semipreciosas e mais de 700 pedras preciosas
Ao todo foram aprendidos 500 quilos de pedras semipreciosas e mais de 700 pedras preciosas -

Na manhã desta terça-feira, 14, a PRF realizou a prisão de duas pessoas que transportavam pedras preciosas e semipreciosas sem documentação. A ação aconteceu no km 493 da rodovia Rio-Santos, no bairro do Pontal em Angra dos Reis.

A equipe teve sua atenção voltada para um veículo que ostentava uma antena de comunicação para rádios VHF. Por se tratar de atividade controlada, os policiais realizaram a abordagem, não sendo apresentada nenhuma documentação da ANATEL.

Nesse momento foi avistada uma maleta e no seu interior foram encontradas diversas pedras preciosas também sem comprovação de origem. Diante do flagrante, continuaram as buscas e foi encontrada na caçamba do veículo diversas caixas contendo pedras ainda em estado bruto.

O motorista informou que trabalha vendendo pedra bruta para pessoas que fazem a sua lapidação e que estava vindo de São Paulo em direção ao Rio de Janeiro para fazer a venda nas cidades litorâneas e depois retornaria para Minas Gerais onde reside e trabalha.

O motorista informou que trabalha vendendo pedra bruta para pessoas que fazem a sua lapidação e que estava vindo de São Paulo em direção ao Rio de Janeiro
O motorista informou que trabalha vendendo pedra bruta para pessoas que fazem a sua lapidação e que estava vindo de São Paulo em direção ao Rio de Janeiro |  Foto: Divulgação
 

Diante dos fatos a equipe conduziu os dois envolvidos para a delegacia de Polícia Federal de Angra dos Reis.

Ao todo foram aprendidos 500 quilos de pedras semipreciosas e mais de 700 pedras preciosas como Ametista,  topázio, água marinha entre outros, sem comprovação, avaliadas aproximadamente em meio milhão de reais.

Matérias Relacionadas