Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Anestesista confessa à Polícia que estuprava pacientes e guardava pornografia infantil

Colombiano admitiu que esperava ficar sozinho em hospital para "esfregar seu pênis nas pacientes”

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 16 de janeiro de 2023 - 17:07
Andres Carrillo disse ainda que nunca abusou de crianças, mas que "satisfaz sua libido" vendo pornografia infantil
Andres Carrillo disse ainda que nunca abusou de crianças, mas que "satisfaz sua libido" vendo pornografia infantil -

O anestesista colombiano Andres Eduardo Oñate Carrillo, de 32 anos, prestou depoimento à Polícia e confessou que cometeu os crimes de estupro contra duas pacientes sedadas, pelos quais é acusado. Ele foi preso em sua residência, na Barra da Tijuca, na manhã dessa segunda-feira (16/01), acusado de armazenar pornografia infantil.

O portal de notícias "g1" teve acesso aos termos e documentos da Polícia Civil, onde constam trechos do relato do acusado. Andres disse, segundo a Polícia, "que aguardava a melhor hora e aproveitava” para “esfregar seu pênis nas pacientes”. Ele teria, inclusive, abusado de uma vítima em uma cirurgia para a qual não estava escalado.

Aos agentes, o suspeito ainda disse que não sabe dizer "o motivo pelo qual nutriu dentro de si a compulsão em ver e armazenar pornografia infantojuvenil”. Ele ainda alega “que nunca chegou a abusar sexualmente de crianças, mas satisfaz seu libido vendo imagens e vídeos tanto de meninos quanto meninas”. No material que ele guardava, conforme investigou a Polícia, estavam registros de abusos contra menores de diversas idade, alguns com menos de 1 ano de vida.

De acordo com as denúncias, o homem registrava os crimes enquanto os cometia. Seu primeiro estupro teria ocorrido em uma unidade de saúde em Saquarema. A Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV) realizou a prisão e segue apurando os inquéritos contra Andres.

Matérias Relacionadas