Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,3317 Euro up 5,5605
Search

Polícia vai exumar corpo de jovem que teria sido envenenada pela madrasta

Madrasta está presa

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 25 de maio de 2022 - 08:59
Fernanda morava com o pai e Cíntia
Fernanda morava com o pai e Cíntia -

Após suspeitas sobre a causa da morte de Fernanda Cabral, de 22 anos, jovem que teria sido supostamente morta pela madrasta Cíntia Mariano, 49, a Polícia Civil conseguiu na justiça autorização para exumar o corpo da jovem. O exame detalhado nos restos mortais de Fernanda pode comprovar as suspeitas de que ela não teria morrido de causas naturais. Cíntia está presa desde sexta-feira (20), no presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio. 

O prontuário médico da jovem foi entregue ao titular da 33ª DP em Realengo. As investigações da Polícia Civil, de início, apontavam a morte da jovem como causa natural, visto que ela teve uma parada cardíaca que causou um dano cerebral, e, consequentemente, falência dos órgãos.  

As suspeitas surgiram após o irmão de Fernanda, Bruno Cabral, de 16 anos, passar mal ao comer o feijão oferecido pela madrasta na semana passada. O adolescente apresentou os mesmos sintomas que teve a irmã. A delegacia recebeu o prontuário médico de Bruno nesta segunda-feira (23), e os resultados deram intoxicação exógena, quando o corpo é submetido a uma substancia externa. Na casa da suspeita foi encontrado um frasco de antipulgas na cozinha. O material foi encaminhado para perícia 

Matérias Relacionadas