Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 4,9875 Euro up 5,2454
Search

Polícia investiga se corpo dentro de carro em Tribobó é de sargento da Marinha

O corpo está no Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó

relogio min de leitura | Escrito por Renata Sena e Daniel Magalhães | 11 de maio de 2022 - 12:25
DH investiga o caso
DH investiga o caso -

A polícia investiga as circunstâncias da morte de um sargento da Marinha, de 39 anos nesta quarta-feira (11). Ele foi encontrado já sem vida, com o corpo repleto de marcas de tiro, e com os braços amarrados. A Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG) periciou o carro e deve agora buscar entender quem assassinou a vítima e por qual motivo. Traficantes podem estar envolvidos no caso.

De acordo com a Polícia, foi encontrado com a vítima o registro de sua pistola no Sistema de Gerenciamento Militar de Armas (SIGMA), o banco de dados com o cadastro das armas registradas no Exército Brasileiro, mas a arma do sargento não foi encontrada pelos policiais na cena do crime. O cadáver foi deixado na Rua Expedicionário Clóvis da Cunha Paz e Castro, em Tribobó, e foi encontrado nesta manhã por moradores que passavam pelo local. Eles acionaram policiais do 7° BPM (São Gonçalo) que foram verificar o caso, chamando, por sua vez, os da DHNSG. 

O corpo de Raphael da Silva Celestino, de 39 anos, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó,  de onde será liberado para sepultamento. 

Em nota oficial, a Marinha do Brasil (MB) informa que "tomou conhecimento, na manhã de hoje (11), do falecimento de militar da ativa, Segundo-Sargento da Força, vítima de latrocínio. 

A MB está prestando apoio aos familiares da vítima e colaborando com as investigações policiais para apurar as circunstâncias do ocorrido".

*Atualizada às 15h12 para acréscimo de informações

Matérias Relacionadas