Seap cria novo sistema para controle de acesso às unidades prisionais

A ideia é substituir o livro físico, evitando fraudes e incorreção de dados

Escrito por Redação 08/04/2022 15:43, atualizado em 08/04/2022 15:55
Objetivo é transformar o livro de registro de visitantes num cadastro informatizado
Objetivo é transformar o livro de registro de visitantes num cadastro informatizado . Foto: Divulgação/SEAP

A Secretaria de Estado de Administração penitenciária iniciou a implantação de um novo sistema de controle de acesso às unidades prisionais. O objetivo é transformar o livro de registro de visitantes num cadastro informatizado, que inclui os dados pessoais e as fotos de quem entra em cada presídio, penitenciária ou cadeia pública administrada pela Seap. 

A unidade escolhida para receber o projeto piloto foi a Penitenciária Talavera Bruce, no Complexo de Gericinó. A cadeia feminina já conta com o controle automatizado de acesso, que ficará em testes pelos próximos 30 dias, registrando foto, nome completo, ID (para servidores) e OAB (Para Advogados) ou RG (Para Visitantes).

A ideia de informatizar o controle de entrada é, além de garantir a obrigatoriedade do registro de todas as pessoas que ingressam nas unidades prisionais, substituir o livro físico, evitando fraudes e incorreção de dados, bem como facilitar o armazenamento de dados, dando mais eficiência e transparência ao serviço.

O livro, no entanto, só será dispensado após o período de testes. As informações ficarão armazenadas em um banco de dados independente e a partir disso é possível gerar relatórios (semanais, mensais e anuais) e consultas.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas