Polícia Civil prende seis milicianos em Rio das Pedras

Entre os presos está um ex-policial militar

Escrito por Redação 08/04/2022 11:49, atualizado em 08/04/2022 11:25
Cinco milicianos foram presos e um adolescente, de 17 anos, foi apreendido
Cinco milicianos foram presos e um adolescente, de 17 anos, foi apreendido . Foto: Divulgação

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e Inquéritos Especiais (Draco) realizou, na noite desta quinta-feira (07/04), uma operação na comunidade Rio das Pedras, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Cinco milicianos foram presos e um adolescente, de 17 anos, foi apreendido. 

O objetivo era apurar e monitorar uma reunião que seria realizada entre milicianos locais e da Muzema. A ação é parte da FT-1000 (Força-Tarefa dos Mil Milicianos Presos) e integra as iniciativas implementadas no Cidade Integrada, programa do Governo do Estado para retomada de territórios.   Após informações do setor de inteligência da Draco, que fez um monitoramento na comunidade, as equipes identificaram, cercaram o local e prenderam os criminosos. Entre os presos está um ex-policial militar. Na ação, foram apreendidas três armas de fogo, carregadores, munições, aparelhos de telefone celular, uma motocicleta e mais de R$ 1 mil em dinheiro.O ex-policial militar detido, que portava uma das armas apreendidas, possui envolvimento com a milícia há mais de cinco anos. Em 2018, foi preso em uma operação desencadeada pela Draco. Na época, integrava a milícia do Morro do Campinho e possui estreito laço de cooperação com outros criminosos. Ele era uma das lideranças da Muzema e tinha um mandado de prisão em aberto pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e receptação.O segundo criminoso preso, que também portava uma arma de fogo, após a prisão de diversos milicianos de Rio das Pedras, passou a atuar como liderança daquela localidade. Dois outros acusados detidos faziam a segurança pessoal dele. O quinto preso vigiava o local onde estava sendo realizada a reunião e seria um dos “soldados” do chefe da milícia da comunidade. O menor era olheiro do grupo.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas