Polícia Civil prende acusado de aplicar o “golpe do tinder” em Paraíba do Sul

Ele é um golpista conhecido no Estado do Mato Grosso pela prática de diferentes delitos

Escrito por Redação 08/04/2022 09:47, atualizado em 08/04/2022 09:47
O homem foi autuado em flagrante por tentativa de estelionato, na modalidade conhecida como estelionato sentimental
O homem foi autuado em flagrante por tentativa de estelionato, na modalidade conhecida como estelionato sentimental . Foto: Arquivo OSG

Policiais civis da 107ª DP (Paraíba do Sul) prenderam em flagrante, nesta quinta-feira (07/04), um homem, de 22 anos, acusado de tentar aplicar o “golpe do tinder”. Ele foi capturado em frente à casa da vítima, naquela cidade, no momento em que o casal voltava de um passeio.

De acordo com os agentes, ambos se conheceram por meio de um aplicativo de relacionamento. Na ocasião, ele se apresentou como uma pessoa de alto poder aquisitivo. Com o decorrer dos dias, o autor foi ganhando a confiança da vítima e se ofereceu a ir ao município de Paraíba do Sul conhecê-la.

Durante passeio, o homem alegou precisar fazer uma transação bancária. Ele afirmou que tinha mais de R$ 100 mil na conta, porém o valor estaria momentaneamente bloqueado. Foi então que solicitou à vítima a transferência de R$ 1.500, quantia esta exatamente igual a que a mulher tinha no banco. Há indícios de que o mesmo descobriu o saldo ao mexer no celular dela.

Naquele momento, a vítima desconfiou do criminoso e acionou a Polícia Civil. Foi então que os agentes identificaram o homem como um golpista conhecido no Estado do Mato Grosso pela prática de diferentes tipos de delitos, boa parte envolvendo anúncios falsos na internet. No Rio de Janeiro, ele foi detido, em março do ano passado, após aplicar golpe em Copacabana.

Na delegacia, os policiais apuraram que o indivíduo era investigado na capital fluminense por aplicar golpes do falso aluguel de carros - para motoristas de aplicativo - e de contrato de locação de imóveis. A transação era realizada por meio de página virtual de anúncios. Após receber o “caução” pelo aluguel, ele desaparecia.

O homem foi autuado em flagrante por tentativa de estelionato, na modalidade conhecida como estelionato sentimental. Ele possui mais de 30 anotações criminais por fraudes.Policiais civis da 107ª DP (Paraíba do Sul) prenderam em flagrante, nesta quinta-feira (07/04), um homem, de 22 anos, acusado de tentar aplicar o “golpe do tinder”. Ele foi capturado em frente à casa da vítima, naquela cidade, no momento em que o casal voltava de um passeio.

De acordo com os agentes, ambos se conheceram por meio de um aplicativo de relacionamento. Na ocasião, ele se apresentou como uma pessoa de alto poder aquisitivo. Com o decorrer dos dias, o autor foi ganhando a confiança da vítima e se ofereceu a ir ao município de Paraíba do Sul conhecê-la.

Durante passeio, o homem alegou precisar fazer uma transação bancária. Ele afirmou que tinha mais de R$ 100 mil na conta, porém o valor estaria momentaneamente bloqueado. Foi então que solicitou à vítima a transferência de R$ 1.500, quantia esta exatamente igual a que a mulher tinha no banco. Há indícios de que o mesmo descobriu o saldo ao mexer no celular dela.Naquele momento, a vítima desconfiou do criminoso e acionou a Polícia Civil. Foi então que os agentes identificaram o homem como um golpista conhecido no Estado do Mato Grosso pela prática de diferentes tipos de delitos, boa parte envolvendo anúncios falsos na internet. No Rio de Janeiro, ele foi detido, em março do ano passado, após aplicar golpe em Copacabana.

Na delegacia, os policiais apuraram que o indivíduo era investigado na capital fluminense por aplicar golpes do falso aluguel de carros - para motoristas de aplicativo - e de contrato de locação de imóveis. A transação era realizada por meio de página virtual de anúncios. Após receber o “caução” pelo aluguel, ele desaparecia.

O homem foi autuado em flagrante por tentativa de estelionato, na modalidade conhecida como estelionato sentimental. Ele possui mais de 30 anotações criminais por fraudes.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas