Vendedor de vassouras morre a caminho do trabalho

Algumas manifestações aconteceram e uma confusão com a polícia foi iniciada

Escrito por Redação 05/04/2022 22:36, atualizado em 05/04/2022 22:36
Diego Willian da Silva Dias Lima foi morto indo trabalhar, segundo parentes e amigos
Diego Willian da Silva Dias Lima foi morto indo trabalhar, segundo parentes e amigos . Foto: Redes Sociais

Os moradores da comunidade da Caixa D'água, em Queimado, Baixada Fluminense, estão acusando a PM de matar um vendedor de vassouras de 30 anos, nesta terça-feira (5). A ação teria acontecido durante uma operação na região.

Ao todo 50 pessoas participarão da manifestação nas ruas, que dão acesso para à favela. Devido a depredação e temerosos com a possibilidades de saques, os comercio local foi fechado.

Enquanto o protesto acontecia, ocorreu uma discussão dos manifestantes com os policiais militares. No vídeo, é possível vê o agente empurrando uma mulher no chão. O registro foi publicado nas redes sociais.

Diego foi baleado na manhã desta terça-feira (5). Ele saia para mais um dia de trabalho quando foi abordado por alguns agentes do 24º BPM (Queimados). Os familiares de Diego Willian da Silva Dias Lima, afirmaram que ele estava indo trabalhar quando tomou um tiro. As testemunhas falaram que ele foi abordado pelos policiais, porém foi morto sem nenhum motivo.

A vítima era casado e tinha uma enteada de apenas cinco anos. De acordo com os parentes, Diego já foi envolvido com o tráfico, porém entrou na igreja logo depois de sair da cadeia. A Polícia Civil abriu um inquérito para apurar o caso. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas