Exclusivo: Evento que fez polícia localizar 'Pivete' e 'Talarico' era festa de aniversário 'privê' (vídeos)

Reunião reservada era 'mini-pagofunk', com presença de mulheres, para homenagear traficante da Coruja, que acabou preso. 'Pivete' foi sepultado, com queima de fogos, em SG. 'Chefões' do 'CV' acham que 'niver' foi 'dado' à polícia

Escrito por Redação 10/09/2021 22:31, atualizado em 10/09/2021 19:35
'Pivete' acabou morto durante ação da polícia
'Pivete' acabou morto durante ação da polícia . Foto: Divulgação

O clima anda 'quente' nas comunidades onde existe atuação do Comando Vermelho em São Gonçalo. E não é para menos. Horas após as mortes de Leilson Ferreira Fernandes, o Pivete, apontado como o líder da venda de drogas em Regiões do Pita e do Barro Vermelho, e da prisão de seu 'parceiro' Talarico, do Complexo da Coruja, em Neves, os 'cardeais' da facção determinaram que se faça uma 'varredura' para saber quem delatou o endereço no Engenho Pequeno, onde os acusados foram localizados pela PM, na noite da última quarta-feira (8). Setores de Inteligência da polícia monitoram informações de que a cúpula da facção ter fortes indícios de que alguém 'deu' o endereço da confortável casa com três quartos, com varanda, quintal amplo, na Rua Emília Maria Rodrigues, escolhido por Talarico para comemorar seu aniversário. 

Na a celebração, todos os cuidados foram adotados, em festa regada a bebidas e música eletrônica, que contou com a presença de cinco mulheres. Segundo informações chegadas à polícia, o 'niver' de Talartico, já simbolizava as 'entradas' de celebração do próximo aniversário do convidado mais 'ilustre': Pivete,  que completaria 35 anos no próximo dia 3 de outubro, quando estava planejada uma edição especial do 'Baile da China', tradicional 'pagofunk' criado por ele, sempre realizado nos fins de semana na Rua da Feira, no Pita, ou na comunidade da Coreia, no Barro Vermelho, duas das áreas que estão sob seu controle, segundo levantamentos das Polícias Civil e Militar em SG. 

Imagens - Algumas imagens da festa estão nos celulares apreendidos pela polícia. Nessa sexta-feira, imagens que poderiam ter sido feitas no evento pelo próprio Pivete, em seu celular, cantando animadamente com um grupo de pessoas circularam por grupos privados. "Esse pode ter sido o último registro dele em vida", afirmou um dos policiais que acompanha o caso.  


Investigações
- Os aparelhos celulares apreendidos ainda estão em análise e podem determinar a abertura de novas frentes de investigações sobre o tráfico de drogas em SG. Os policiais do Grupo de Apoio Tático (GAT) do 7ºBPM (São Gonçalo) chegaram até o endereço onde estava sendo realizada a festa, a partir de informações chegadas àquela unidade militar. Através de nota oficial, a Polícia Civil informou que as investigações do caso estão em andamento pela 73ª DP (Neves). As armas dos policiais militares que participaram da operação foram apreendidas para confronto balístico. Segundo o órgão,  testemunhas estão sendo ouvidas e os agentes coletam informações e seguem em diligências para esclarecer todos os fatos.    

Som alto - O som alto vindo da casa, que servia como 'esconderijo' pelos traficantes foi uma das coisas que ajudou na localização do imóvel na Rua Emília Maria Rodrigues. Com apoio de um veículo blindado, os policiais invadiram o local, fazendo com que os participantes da 'festa' apanhassem as armas que estavam na casa - três fuzis e quatro pistolas -  e tentassem buscar pontos estratégicos para trocar tiros com PMs, segundo os responsáveis pela ação. Na troca de tiros, foram baleados, segundo os PMs,Pivete e mais três pessoas, sendo duas, seus supostos seguranças,  que haviam saído da Rua da Feira, no fim da tarde, para acompanhar o 'chefe' na festa do Engenho Pequeno, reduto que está sob tutela dos traficantes da Coruja , um dos maiores redutos do CV na cidade. 

A outra pessoa que veio a óbito foi um DJ 'Jeffinho da China', de São Gonçalo, que costumava se apresentar nos eventos promovidos por Pivete na Rua da Feira e em outros shows em comunidades da região e festas particulares. Ele teria sido contratado para animar, com música eletrônica, a festa particular na casa. Um homem de 23 anos e um menor de 17, também foram baleados e permanecem internados no Hospital Estadual Alberto Torres. 

Sepultamento - Na tarde dessa sexta-feira (10), imagens do sepultamento de Pivete, no Cemitério Parque da Paz, no Pacheco, em SG circularam nas redes sociais. Nas imagens é possível ver repetições das queimas de fogos que foram feitas ao longo de quinta-feira nas comunidades chefiadas por ele na Rua da Feira e na Coreía. Comerciantes do Barro Vermelho e do Pita voltaram a ser impedidos de abrir as portas.    

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas