Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,1596 Euro up 5,3250
Search

Laudo aponta que provável causa da morte de corretora em Angra foi afogamento

Ex-companheiro da vítima ainda está desaparecido

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 31 de agosto de 2021 - 17:34
Corretora estava desaparecida desde o dia 22 de agosto
Corretora estava desaparecida desde o dia 22 de agosto -

Foi concluído nesta terça-feira (31) no laudo do Instituto Médico Legal que a provável causa da morte da corretora Cristiane Nogueira da Silva, de 48 anos, foi afogamento. Essa hipótese já havia sido considerada pelos médicos legistas, já que o corpo foi encontrado sem marcas de violência. 

"O corpo apresenta um único vestígio característico do afogamento, sendo esse, a hemorragia nas células aéreas dos ossos temporais; em função da inexistência de outros achados, o perito indetermina a causa da morte, em função do adiantado estado de decomposição do corpo, não se opondo que tenha sido a asfixia mecânica pelo afogamento", diz um trecho do laudo.

O corpo da corretora foi encontrado no último domingo, na Restinga de Marambaia, Zona Oeste do Rio. No dia seguinte, os familiares já haviam reconhecido o corpo como sendo de Cristiane por causa das tatuagens. A corretora estava desaparecida desde o dia 22 de agosto, quando saiu de barco de Ilha Grande, em Angra dos Reis, com seu ex-companheiro, Leonardo Andrade, 50. Os dois tentavam uma reaproximação. 

Como o mar estava agitado, a polícia estuda a hipótese de naufrágio. 

Foram encontrados pedaços da embarcação, como uma janela. As buscas continuam com o objetivo de encontrar Leonardo Andrade. O caso está sendo investigado pela 166ªDP (Angra dos Reis).

Matérias Relacionadas