DH identifica os quatro mortos em confronto no Fonseca, em Niterói; Vídeos

Moradora relata momentos de pânico

Escrito por Renata Sena 18/08/2021 11:19, atualizado em 18/08/2021 11:23
Quatro homens morreram
Quatro homens morreram . Foto: Kiko Charret

"Parecia guerra! Minha sorte foi que eu sou idosa e entre os serviços da casa eu deito um pouquinho para descansar. E foi o que eu fiz. Limpei o móvel da sala e deitei, foi quando o tiroteio começou e os tiros atingiram o móvel que eu estava limpando. Por coisa de dez minutos eu não morri ", contou a aposentada, de 73 anos, moradora da Rua Major Pardal Junior, no Fonseca, onde quatro criminosos morreram e um foi baleado e preso, durante ação de inteligência da Polícia Civil. 

Idosa foi acordada com o barulho dos tiros
Idosa foi acordada com o barulho dos tiros | Foto: Kiko Charret
 

A idosa, que teve o nome preservado, mostrou, com exclusividade, para O SÃO GONÇALO o local onde os tiros atingiram na sala de sua casa, onde reside desde que nasceu. 

Disparos atingiram a sala da casa
Disparos atingiram a sala da casa | Foto: Kiko Charret
 

"Eu tive sorte, viu? Porque são 73 anos morando aqui e eu nunca tinha visto isso. Parecia que minha casa estava caindo de tanto barulho. Mas, por sorte, eu estava no quarto de trás e permaneci lá. Não sai para ver o que era. Porque se não eu poderia estar morta", recordou. 

Para a aposentada a ação entre os criminosos e a polícia foi um susto e tanto, assim como para os acusados, que, segundo as investigações da polícia,  estavam prontos para cometer mais um roubo de cargas quando foram interceptados. 

A ação, estudada pelos setor de inteligência dos agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC) e da Divisão de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNISG), foi realizada após informações e investigações sobre a quadrilha que, segundo os policiais, era especializada em roubos de cargas. 

Os quatro mortos durante a ação já foram identificados pelos agentes da DH como Wagner dos Reis Matta, o Juca, Cássio Carvalho dos Santos, Mateus Martins Ribeiro da Silva e Robert Piedade Teixeira. Um quinto homem foi preso. 

 


De acordo com a polícia, a quadrilha é oriunda do Complexo do Caramujo, também no Fonseca, na Zona Norte de Niterói. O Juca é apontado como o líder do grupo e responsável por diversos roubos de cargas na região. 

A ação, que resultou com os quatros acusados mortos, um preso, teve a apreensão de duas pistolas, um simulacro de fuzil e uma granada, foi registrada na DH, delegacia especializada em Niterói. Um policial teve o braço ferido por estilhaços, mas passa bem. 

Os corpos dos quatro acusados ainda estão no Instituto Médico Legal (IML) do Barreto.

 


Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas