Gari é baleada durante troca de tiros no Morro do Estado, em Niterói

Um homem foi preso na ação

Escrito por Redação 14/08/2021 19:36, atualizado em 14/08/2021 18:34
Vítima foi encaminhada ao Heal, no Fonseca
Vítima foi encaminhada ao Heal, no Fonseca . Foto: Divulgação

Uma troca de tiros entre policiais militares e criminosos terminou com uma mulher baleada, no Morro do Estado, no Centro de Niterói, na tarde deste sábado (14). 

Segundo a Polícia Militar, agentes do 12º BPM (Niterói) foram à comunidade para verificar uma denúncia de que homens armados estariam circulando próximo ao Posto de Policiamento Comunitário (PPC). Chegando ao local, os agentes relataram que foram recebidos a tiros por criminosos, dando início à troca de tiros.

Durante o confronto, uma mulher, moradora da comunidade, que estava voltando do trabalho, foi baleada de raspão na barriga. Ela foi socorrida e encaminhada ao Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), no bairro Fonseca. Segundo a PM, ele foi atendida e já recebeu alta.

O secretário municipal de Direitos Humanos de Niterói, Raphael Costa, se manifestou sobre o acontecimento em sua rede social.

"Urgente! Uma gari acabou de ser baleada no Morro do Estado. Letícia estava voltando do trabalho e foi surpreendida pela operação policial. A família nos procurou e estamos prestando todo apoio. Mais uma mulher trabalhadora vítima do descaso com a vida. As comunidades exigem paz!", disse.

A vereadora de Niterói, Walkíria Nictheroy (PCdoB), criticou a ação da PM

"Urgente! Mais um caso que escancara o despreparo da PMERJ! Uma gari foi baleada voltando do trabalho para sua casa no Morro do Estado. Nosso mandato está no local e vamos acompanhar as investigações. Chega! Parem de nos matar! Quantos mais precisaremos perder para essa guerra?", comentou a parlementar.

Na ação, um homem foi preso e foram apreendidos 684 pinos de cocaína, 88 trouxinhas de maconha, 3 granadas, 10 munições calibre 9mm, 8 tabletes de maconha com 1kg cada e uma pistola e um rádio transmissor. O preso e o material apreendido foram encaminhados à 76ª DP (Centro), onde o caso foi registrado.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas