Portal lança cartaz pra tentar prisão de procurado

Escrito por Redação 13/08/2021 17:26, atualizado em 13/08/2021 18:12
Acusado está sendo procurado
Acusado está sendo procurado . Foto: Divulgação

O Portal dos Procurados divulgou, nesta sexta-feira (13), um cartaz para ajudar nas investigações da 58º DP  (Posse)  para que possa obter informações que levem à prisão de Jorge Miguel, 62 anos. Ele é suspeito de envolvimento na morte de Gabriel Ribeiro Filho, policial militar inativo e pastor de uma igreja evangélica de Vilar dos Teles, em São João de Meriti. O crime ocorreu no último dia 5, por volta das 17:00h, na frente do sítio Shalon, localizado no Caminho do Morro, Vila de Cava, Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

De acordo com as investigações coordenadas pelo Delegado Titular da 58º DP, Willians Batista de Souza, um caseiro e um auxiliar de serviços gerais faziam reparo no encanamento do sítio de Gabriel, mas a obra acontecia próximo da propriedade de Jorge Miguel. Incomodado com o barulho, o vizinho pediu que a obra parasse e deu um tiro para o alto.

O pastor foi chamado e houve uma discussão entre a vítima e o proprietário do sítio vizinho, Jorge Miguel, que atirou contra o pastor Gabriel. Ainda segundo as investigações, o atirador estava com uma arma na mão e uma lata de cerveja na outra. Depois dos tiros, ele fugiu para local ignorado. Baleado na perna e na barriga, o pastor foi levado para a Clínica da Família de Vila de Cava, e depois transferido para o Hospital Geral de Nova Iguaçu. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

Contra Jorge Miguel foi expedido um mandado de prisão, pela 4ª Vara Criminal da Comarca de Nova Iguaçu, pelo crime de - Crimes contra a vida (Artigo. 121 a 128 - CP); Homicídio Privilegiado (Artigo. 121, § 1º - CP), com pedido de Prisão Temporária de trinta dias. 

O Disque Denúncia recebe informações sobre a localização Jorge Miguel, nos seguintes canais de atendimento:

Zap do Portal dos Procurados: (21) 98849-6099

(21) 2253 1177 ou 0300-253-1177

APP "Disque Denúncia RJ"

Facebook/(inbox): https://www.facebook.com/procuradosrj/,

https://twitter.com/PProcurados (mensagens).


Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas