Polícia pede informações que levem à identificação dos envolvidos na morte de PM na Penha

O soldado morreu no hospital

Escrito por Redação 13/08/2021 08:23, atualizado em 13/08/2021 09:55
Ele foi morto, nesta quinta (12), após atingido por um tiro na cabeça
Ele foi morto, nesta quinta (12), após atingido por um tiro na cabeça . Foto: Divulgação

O Portal dos Procurados divulga nesta quinta-feira (12), um cartaz para ajudar nas investigações do Núcleo de Investigação de Morte de Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital – DHC – para que possa obter informações que levem à identificação e prisão dos envolvidos na morte do Soldado da Polícia Militar do Rio, Clécio Luiz Braga de Carvalho, de 35 anos. O agente ingressou na corporação em 2018, e deixa esposa e um filho de sete anos.

Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora – 5º UPP/Chatuba/Penha – ele foi morto, nesta quinta (12), após atingido por um tiro na cabeça, durante abordagem a dois criminosos em uma moto, na esquina da Rua Iracema com Dr Luís Gaudie Ley, na Penha Circular, Zona Norte do Rio. Os criminosos fugiram durante a ação, em direção a comunidade da Chatuba.

O soldado foi encaminhado para o Hospital Getúlio Vargas – HGV -, mas não resistiu aos ferimentos. Agentes da DHC estiveram no local e buscam por informações e câmeras de segurança, que levem a autoria do crime.

Com a morte do SD Clécio, chega a cinquenta e dois o número de Agentes de Segurança mortos em 2021. Sendo trinta e oito da Polícia Militar/RJ, dois da Marinha do Brasil, dois do EB/Exército Brasileiro, três da Polícia Civil, dois da Guarda Municipal, um do Degase, dois Agente Penitenciário, um Sargento da Reserva do EB e um Policial Militar do Estado de São Paulo, morto em abril, em Barra Mansa.

O Disque Denúncia recebe informações sobre a localização envolvidos na morte de Agentes de Segurança, nos seguintes canais de atendimento:

Zap do Portal dos Procurados: (21) 98849-6099

(21) 2253 1177 ou 0300-253-1177

APP "Disque Denúncia RJ"

Facebook/(inbox): https://www.facebook.com/procuradosrj/,

https://twitter.com/PProcurados (mensagens).

A - DHC - está encarregada do caso e inquérito criminal.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas