Polícia "caça" envolvidos na morte de Cabo da Polícia Militar em São Gonçalo

Ele foi baleado durante uma tentativa de assalto em Maria Paula

Escrito por Redação 22/07/2021 09:31, atualizado em 22/07/2021 10:18
Marcos Antônio Chagas Capulot
Marcos Antônio Chagas Capulot . Foto: Divulgação

O Portal dos Procurados divulga nesta quarta-feira (21), um cartaz para ajudar nas investigações da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí – DHNSGI – para obter informações que possam levar à identificação e prisão dos envolvidos na morte do Cabo da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Marcos Antônio Chagas Capulot.

Lotado na Diretoria de Assistência Social (DAS) da Polícia Militar, ele foi morto, no fim da tarde desta quarta-feira (21), após ser baleado, por volta das 15h, durante uma tentativa de assalto a uma loja de departamentos, situado na Estrada Velha de Maricá, no bairro de Maria Paula, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.

Segundo investigações iniciais, um homem armado invadiu o estabelecimento, altura enquanto um comparsa aguardava do lado de fora. Marcos Antônio, que estava de folga, teria tentado abordar os criminosos, e acabou sendo acabou sendo atingido na cabeça. Logo após o crime os criminosos fugiram em uma motocicleta. Ele chegou a ser socorrido por bombeiros para o Hospital Azevedo Lima, em Niterói, mas não resistiu ao ferimento. 

Agentes da DHNSGI, estiveram no local, fizeram pericia, e buscam informações e analisam as câmeras de segurança, para identificar a autoria do crime.

Com a morte do CB Capulot, chega a quarenta e três o número de Agentes de Segurança mortos em 2021. Sendo trinta e um da Polícia Militar/RJ, dois da Marinha do Brasil, dois do EB/Exército Brasileiro, dois da Polícia Civil, um da Guarda Municipal, um do Degase, dois Agente Penitenciário, um Sargento da Reserva do EB e um Policial Militar do Estado de São Paulo, morto em abril, em Barra Mansa.

O Disque Denúncia recebe informações sobre a localização dos criminosos, nos seguintes canais de atendimento:

Zap do Portal dos Procurados: (21) 98849-6099

(21) 2253 1177 ou 0300-253-1177

APP "Disque Denúncia RJ"

Facebook/(inbox): https://www.facebook.com/procuradosrj/,

https://twitter.com/PProcurados (mensagens).

A DHNSGI está encarregada do caso e do inquérito criminal.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas