Intenso tiroteio no Morro do Estado, em Niterói, deixa moradores em pânico (veja vídeo)

Troca de tiros aconteceu por volta de 20h30. Informações iniciais indicam que 'CV', com 'reforços' de outras comunidades na cidade, teriam tentado voltar e expulsar 'TCP', que teria apoio de milícia

Escrito por Redação 22/06/2021 21:49, atualizado em 22/06/2021 22:04
os criminosos rivais trocam ofensas pelas redes sociais e 'cantam vitória' em ambos os lados
os criminosos rivais trocam ofensas pelas redes sociais e 'cantam vitória' em ambos os lados . Foto: Divulgação

Pela terceira vez, em apenas quatro dias, os moradores do Morro do Estado, no Centro de Niterói, e de áreas vizinhas, estão em pânico por causa de um intenso tiroteio que começou por volta de 2h30 dessa terça-feira (22), repetindo a mesma situação que aconteceu durante as noites de sábado e domingo do último fim de semana. Os tiroteios seriam, na prática, mais um 'capítulo' da disputa de territórios que envolve as facções Comando Vermelho e Terceiro Comando Puro (TCP), assunto que vem sendo noticiado por O SÃO GONÇALO. Homens do 12ºBPM (Niterói interviram, mas ainda não há informações sobre prisões ou apreensões. 

Os confrontos começaram na noite de sábado, com ações de invasão de traficantes do TCP, em uma espécie de 'consórcio' entre criminosos que atuam nas comunidades de Acari , no subúrbio do Rio, e do Complexo da Maré, na zona portuária a capital. o plano seria usar, para conquistar os territórios, os traficantes que foram expulsos recentemente pelos rivais do CV das comunidades da Coronel Leôncio  (Engenhoca),  da Coréia e Santo Cristo (Fonseca), e Pimba e Palmeira, na Riodades.    

Antigas lideranças do TCP encarceradas em presídios também teriam dado apoio ao novo plano de invasões. Levantamentos iniciais da polícia indicam que desde o ano passado, o Morro do Estado estava sob domínio de traficantes do CV de comunidades ligadas à Zona Sul da cidade - no Viradouro e  Areal, ambas em Santa Rosa - para fazer face ao prejuízo provocado em decorrência do plano de ocupações que foram montados pelas forças de Segurança Pública nesses locais, e também nas comunidades da Igrejinha, no Largo da Batalha, e da Grota, em São Francisco.

Milícia - Os criminosos ligados ao TCP expulsos da Zona Norte de Niterói, além do apoio dos traficantes do Rio, teriam teriam conseguido também adesão de milicianos para conseguir expulsar os rivais no fim de semana. Nessa noite, o CV teria voltado ao local com um número muito maior de criminosos, graças ao apoio vindo de outras comunidades na cidade.  


Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas