Barricadas em rua principal no Salgueiro dificultam a vida dos moradores

"Situação está insustentável", desabafa morador

Escrito por Redação 16/06/2021 13:09, atualizado em 16/06/2021 13:58
Trecho da Estrada de Itaúna, Salgueiro, São Gonçalo/Imagem ilustrativa
Trecho da Estrada de Itaúna, Salgueiro, São Gonçalo/Imagem ilustrativa . Foto: Reprodução/Google Maps

Moradores da Estrada de Itaúna, próximo ao número 250, em São Gonçalo, foram surpreendidos na manhã desta quarta-feira (16) ao perceberem que a rua principal, na qual trafegava o ônibus da linha 55, estava com muitas barricadas, dificultando o acesso da população ao local. Os moradores tiveram que andar por quilômetros até conseguir chegar ao novo ponto de embarque da condução e, dessa forma, prosseguir em seu caminho ao trabalho. Uma outra barricada foi colocada na Estrada da Palmeiras, na altura do número 34, também dificultando a locomoção da população no local.  

As barricadas são produtos dos criminosos que dominaram a região e tentam impedir a passagem de policiais pela localidade. 

Segundo um denunciante que mora no local, a situação está insustentável. “Por favor, nos ajudem! Não podemos nem passar nem de carro numa emergência e não conseguimos nem ir mais ao trabalho, pois os ônibus não conseguem mais passar por aqui”, relatou um morador que preferiu não se identificar. 

Vale lembrar que o Complexo do Salgueiro é um local de conflito entre criminosos e a Polícia Militar, mas as ruas em questão ainda se mantinham livres do impedimento dos criminosos e permitia o fluxo de moradores no local. 

Em nota, a Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou “que as ações para remoção de obstáculos colocados em vias públicas ("barricadas") são planejadas seguindo informações oriundas de denúncias e do Setor de Inteligência, sendo respeitadas as determinações atualmente vigentes (comunicação ao Ministério Público, por exemplo) e contando com o apoio de órgãos de outras esferas do Poder Público que contam com maquinário adequado para retirada de tais artefatos.

O 7ºBPM (São Gonçalo) emprega ações de ostensividade de forma dinâmica e alinhada com os dados da mancha criminal. O patrulhamento está nas ruas trabalhando para prevenir e coibir práticas delituosas. Cabe mencionar ainda a constância com que tais obstáculos são colocados nas ruas pelos criminosos, ensejando intervenções constantes.”

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas