Pastor de 47 anos é preso após degolar a ex-esposa em Jacarepaguá

Suspeito se declarava para a vítima nas redes sociais

Escrito por Redação 20/05/2021 10:25, atualizado em 20/05/2021 11:15
Nadja deixa seis filhos
Nadja deixa seis filhos . Foto: Reprodução/Tv Globo

Um pastor de 47 anos foi preso após matar sua ex-companheira na Rua Araticum, no Anil, em Jacarepaguá, na última quarta-feira (19). Segundo informações, Humberto Gonçalves Trindade estava morando em São Paulo e veio para o Rio de Janeiro na intenção de cometer o assassinato. Ele não aceitava o fim do relacionamento com a vítima, identificada como Nadja Trindade, que também era pastora. Nadja deixa seis filhos.

Segundo informações da Polícia Militar, os agentes foram acionados para verificar uma denúncia de feminicídio na região em questão. No local, os policiais foram informados sobre as características físicas do suspeito e de que ele ainda estaria pela localidade. Os agentes conseguiram abordar o suspeito na Estrada de Jacarepaguá, próximo ao espaço Laduma, onde ele estava tentando fugir. 

Ao ser detido, o pastor confessou o crime e chegou a informar onde estava a faca usada para degolar a ex-companheira. A faca foi apreendida. Ele foi, então, encaminhado para a Delegacia de Homicídios da Capital.

O pastor já possuía uma anotação criminal por violência doméstica na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá. Segundo fontes, ele também morava no Rio, em Jacarepaguá, mas foi expulso da localidade quando milicianos perceberam como ele agressivo com a ex-companheira Nadja. A partir daí, ele passou a morar em São Paulo. 

Através das redes sociais, é possível perceber que o pastor fazia declarações para a amada enquanto eles ainda estavam juntos.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas