Vereador de Búzios é procurado após ser apontado pelo MP como líder de organização criminosa

O suspeito já considerado foragido da Justiça

Escrito por Redação 29/04/2021 19:12, atualizado em 29/04/2021 20:03
De acordo com o MPRJ, Lorram era o alvo principal da operação Plastografos II.
De acordo com o MPRJ, Lorram era o alvo principal da operação Plastografos II. . Foto: Divulgação

O Portal dos Procurados divulgou nesta quinta-feira (29), um cartaz para ajudar o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), e a Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), com informações que possam levar à prisão de Lorram Gomes da Silveira, de 47 anos. Ele que não foi localizado nos endereços indicados e segue sendo procurado. O suspeito já é considerado foragido da Justiça.

 De acordo com o MPRJ, Lorram era o alvo principal da operação Plastografos II. Atual vereador do município de Búzios e segundo as investigações, o vereador teria promovido, constituído, financiado e integrado uma organização criminosa dedicada à prática dos delitos de corrupção passiva, uso de documento falso e estelionato.

 Segundo a investigação do MPRJ, já em contato com os despachantes, era cobrada dos empresários, em média, a quantia entre R$ 1 mil e R$ 5 mil, além das taxas. E uma parcela substancial dos valores era paga diretamente a Lorram, para que 'agilizasse a burocracia' e emitisse os documentos de forma rápida e com inobservância da ordem cronológica de conclusão.

 Lorram também foi vereador de Búzios entre 2009 e 2016. Exerceu ainda o cargo em comissão de chefe de gabinete entre novembro de 2018 e maio de 2019, período em que foram praticados os delitos. Lorram já foi preso, em outubro de 2019, na operação Plastografos I. Contra o vereador, foi expedido mandado de prisão, pelo Juízo da 1° Vara da Comarca de Armação dos Búzios, pelos crimes de ORCRIM – Organização Criminosa, Corrupção Passiva, Uso de Documento Falso e Estelionato.

 

O Disque Denúncia recebe informações sobre caso nos seguintes canais de atendimento:

 

Zap do Portal dos Procurados: (21) 98849-6099

(21) 2253 1177 ou 0300-253-1177

APP "Disque Denúncia RJ"

Facebook/(inbox): https://www.facebook.com/procuradosrj/,

https://twitter.com/PProcurados (mensagens).

O Anonimato é Garantido.

 

Todas as informações sigilosas sobre o caso serão encaminhadas para o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ).

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas