Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down 5,4907
Search

Acusado de matar companheira é procurado pela polícia

Procurado usou cabo de carregador de telefone para estrangular vítima, em Rio das Pedras, no Rio

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 04 de março de 2021 - 18:34
Imagem ilustrativa da imagem Acusado de matar companheira é procurado pela polícia

O Portal dos Procurados divulgou nesta quinta-feira (04), um cartaz para ajudar a Delegacia de Homicídios da Capital  (DHC) com informações que levem à prisão de Luciano de Gouveia, vulgo Magrão ou Luciano Paixão, de 34 anos. Ele é o principal suspeito de assassinar a empregada doméstica e companheira Selma de Maria Silva Almeida, 49 anos. O crime aconteceu no dia 22 de janeiro deste ano, na Quadra 04, Rua Nova, na comunidade do Rio das Pedras, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O acusado encontra-se em local incerto e não sabido, e já é considerado foragido da Justiça.

O casal conviveu durante um ano e meio cada um na sua casa. Depois de certo tempo, Luciano, começou a mudar de atitude, e vieram as agressões. Em certa ocasião, segundo testemunhas, ele chegou a fraturar a mandíbula de Selma. Quando soube que a vizinhança havia acudido a vítima, ele ficou ainda mais violento. 

No dia do crime, depois de amarrar Selma na cama, Luciano usou um cabo de carregador de celular para estrangular a vítima. O crime só foi descoberto, porque o agressor publicou fotos de Selma nas redes sociais.

Ainda segundo investigações, ele seria procurado pelo crime de Estupro de Vulnerável (artigo 213 do CP), no Estado da Paraíba. Contra o criminoso consta um mandado de prisão, expedido pela 1ª Vara Criminal da Capital, pelo crime de Feminicídio (Art. 121, § 2º, VI e § 2º - A).

O Disque Denúncia recebe informações sobre foragidos da Justiça nos seguintes canais de atendimento:

Zap do Portal dos Procurados: (21) 98849-6099

(21) 2253 1177 ou 0300-253-1177

APP "Disque Denúncia RJ"

Facebook/(inbox): https://www.facebook.com/procuradosrj/,

https://twitter.com/PProcurados (mensagens).

O Anonimato é Garantido.

Matérias Relacionadas