Mulher do Nem da Rocinha tem liberdade condicional negada após suposto beijo em Niterói

Danúbia de Souza Rangel nega as acusações, contudo o presídio considerou o ato gravíssimo

Escrito por Redação 05/02/2021 19:19, atualizado em 05/02/2021 20:15
. Foto: Divulgação


Após ter supostamente beijado outra presidiária no Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói, Danúbia de Souza Rangel, mulher do traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem da Rocinha, foi punida pela administração. O juiz da Vara de Execuções Penais (VEP) do Rio, Leonardo Rodrigues da Silva Picanço, usou a punição para negar a concessão de sua liberdade condicional. As informações são do jornal ‘Extra’.

 

Danúbia e a presa Carolaine Souza da Silva teriam se beijado no dia 30 de janeiro de 2020, e mesmo advertidas elas continuaram. Apesar da mulher do traficante negar as acusações, a Secretaria de Administração Penitenciária considerou o ato gravíssimo e a VEP homologou.

 

Mesmo tendo cumprido com o tempo necessário da pena para ter direito ao livramento condicional, a decisão a impediu de usufruir do benefício previsto pela lei, devido ao seu comportamento irregular. Outra punição aconteceu em outubro do ano passado, quando um celular foi encontrado e continham fotos de Danúbia dentro da cadeira. A mulher do Nem da Rocinha está condenada a mais de oito anos de prisão em razão da acusação de seu envolvimento com o tráfico de drogas.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas