Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Tradicional restaurante niteroiense, Jambeiro é destaque em gastronomia e beleza no Ingá

Há 29 anos na cidade de Niterói, o restaurante de decoração portuguesa enquadra sua arquitetura e requinte para o registro de belas imagens

relogio min de leitura | Escrito por Lívia Mendonça | 22 de novembro de 2023 - 10:00
Imagem ilustrativa da imagem Tradicional restaurante niteroiense, Jambeiro é destaque em gastronomia e beleza no Ingá

Considerado um dos mais tradicionais de Niterói, o Restaurante Jambeiro foi inaugurado em dezembro de 1994 pelos amigos Raimundo e Adelino, e desde então tem sido palco de momentos memoráveis na vida das famílias niteroienses.

Em 1987, Raimundo era sócio de um outro restaurante em Niterói e Adelino, que era seu cliente, sempre deixou claro o sonho de abrir um restaurante com o amigo, o que aconteceu. Ambos ficaram 10 anos sendo sócios do Jambeiro e depois da saída de Adelino, entraram os irmãos de Raimundo, que ficou à frente do restaurante por 21 anos, saindo por motivos de saúde.

Arquitetura

Imagem ilustrativa da imagem Tradicional restaurante niteroiense, Jambeiro é destaque em gastronomia e beleza no Ingá

A "casa" é bem antiga e faz parte da história da cidade, com traços típicos das decorações portuguesas. Pintada de vermelho, ela se destaca na Rua Presidente Domiciano, no bairro Ingá.

O salão principal climatizada é cercado por janelões, enquanto a varanda coberta dá vista para uma simpática pracinha, que lembra as de cidades do interior.

Hoje, o Jambeiro é gerido por dois sócios, Francisco dos Santos, 50, e Jonathas de Albuquerque Abreu, 34, sendo o segundo empresário o responsável por estar à frente da casa diariamente.

Gerência do Jambeiro

Imagem ilustrativa da imagem Tradicional restaurante niteroiense, Jambeiro é destaque em gastronomia e beleza no Ingá

Natural do Rio, Jonathas veio para Niterói em 2008, com objetivo de fazer faculdade de física. Formou-se e começou a lecionar, mas em outubro de 2020, ano de pandemia, dando aulas de casa, Jonathas, que sempre teve uma paixão pela área de finanças e comércio desde a infância, começou a procurar outros caminhos profissionais. "Eu já conhecia o Jambeiro, morava e fazia faculdade praticamente em frente ao restaurante, e tive a oportunidade de conhecer o dono da época, que é meu sócio até hoje", iniciou.

"Conversando sobre esse meu intuito de migrar para o comércio, ele me ofereceu conhecer o restaurante dele, porque estava com algumas dificuldades com a 'casa', com as contas, nessa questão de liderança de equipe, ainda mais com a chegada da pandemia. Entrei em outubro e fiquei 11 meses dando aula e no contraturno vinha para o Jambeiro aprender a parte de gerência, organização, financeiro, cozinha, marketing, fui assumindo todos os setores", continuou o relato.

"Depois desses 11 meses, fiz uma proposta para o Francisco, meu atual sócio, e a gente dividiu a casa, 50% para cada. Desde então, eu venho tocando a casa, montando equipe, colocando melhoria nos pratos, serviços, atendimento, estrutura e tecnologia. Tenho muito orgulho dessa casa que vai fazer 30 anos em 2024. Conheço todos os donos que passaram por aqui e hoje tocar esse lugar é gratificante", concluiu Jonathas.

Mesmo tendo passado por inúmeros sócios e donos ao longo desses quase 30 anos, o Restaurante Jambeiro sempre foi motivo de orgulho para seus fundadores, que depositaram amor em cada detalhe e acreditaram no potencial do empreendimento.

Hoje aos 62 anos, um dos fundadores do Jambeiro, Raimundo Nonato dos Santos, natural do Ceará, conta que "é uma casa que torço até hoje para ser feliz, sempre foi muito bem frequentada, inclusive por muitos políticos da cidade. Hoje torço muito para que o restaurante continue honrando meu nome".

Gastronomia

Imagem ilustrativa da imagem Tradicional restaurante niteroiense, Jambeiro é destaque em gastronomia e beleza no Ingá

O Jambeiro também conta com um cardápio variado, que atende a diferentes paladares e ocasiões, além da estrutura, que é ampla e confortável, perfeita para a realização de eventos.

Com pratos que agradam todo tipo de público, o restaurante é conhecido pelos tradicionais pratos de frutos do mar, principalmente peixes, bacalhau e camarão.

Responsável pelo principal departamento de um bom restaurante, o cozinheiro Reginaldo Nascimento, 38, está à frente dos renomados pratos do Jambeiro há 16 anos.

"Aqui é a minha segunda família, minha casa, trabalhar aqui é muito bom. O diferencial do Jambeiro é ter essa vista da praça, que poucos restaurantes têm, além de a comida ser muito boa, não querendo me gabar", iniciou o cozinheiro em tom descontraído.

"Eu e minha equipe, que conta com oito pessoas atualmente, conseguimos fazer um ótimo trabalho, que flui muito bem. E ter a administração atual à frente do Jambeiro faz toda a diferença, temos auxílio para a realização de um trabalho de qualidade", concluiu Reginaldo.

Atendimento

Imagem ilustrativa da imagem Tradicional restaurante niteroiense, Jambeiro é destaque em gastronomia e beleza no Ingá

E por falar em trabalho de qualidade, nada como o bom atendimento para ser o espelho de um empreendimento de sucesso. Os três maîtres do Jambeiro, responsáveis pelo primeiro contato do cliente com o local, são o reflexo do negócio. Comprometidos e fãs do restaurante, Antônio, Francisco e Carlos Eduardo têm a experiência e a dedicação necessários para que o trabalho seja executado de maneira exemplar.

Amigos de infância e naturais do Ceará, Antonio Francisco Alves de Lima e Francisco Rodrigues, ambos com 45 anos, vieram ainda jovens para o Rio de Janeiro para trabalhar e passaram por diversos restaurantes até chegarem ao Jambeiro, onde se reencontraram após 15 anos e hoje trabalham juntos.

"O início foi complicado, ainda estávamos na pandemia, mas graças a Deus tudo foi se estabilizando. O dia-a-dia aqui é muito tranquilo, todos se respeitam e trabalham em harmonia. Nosso cardápio é contemporâneo, mas o foco maior é em peixe, são os pratos que mais saem", disse Antônio Francisco, que está no Jambeiro desde setembro de 2021.

Enquanto isso, o maître Francisco está em sua segunda passagem pelo Restaurante Jambeiro. O profissional trabalhou no local entre 2009 e 2011, quando foi para São Paulo, onde adquiriu relevante experiência.

"A experiência ajuda muito, recebi o convite do Jonathas para retornar e fazer parte da equipe como maître e graças a Deus estamos nos reestruturando no pós pandemia. Como sempre digo, atendimento é psicologia, você tem que gostar, tem que ter amor", disse Francisco, que está de volta ao Jambeiro há cerca de seis meses.

O terceiro e mais antigo maître da "casa", Carlos Eduardo Sampaio, 44 anos, está no Jambeiro há 14 anos.

"A gastronomia do Jambeiro está sempre se atualizando, temos ótimos peixes, bacalhau, cortes de carne, além do atendimento e profissionais. Fico muito feliz de estar nessa empresa, nessa casa que é referência no estado do Rio de Janeiro e na cidade de Niterói", afirmou o maître.

Clientes

O restaurante é frequentado por muitas famílias e clientes fiéis de muitos anos, que veem no espaço um local agradável para se fazer uma boa refeição ou até mesmo passar um tempo apreciando a bela vista ao redor.

Para o niteroiense Deuler da Rocha, de 60 anos, o diferencial do Jambeiro é o equilíbrio entre uma boa gastronomia e um bom ambiente, junto a um atendimento de qualidade.

"Eu gosto do Jambeiro de uma forma especial pelo seguinte: é um restaurante tranquilo, com atendimento padrão para a classe média, que é o ideal. Você pode frequentar restaurantes dos mais simples aos mais requintados, mas o grande restaurante é aquele que você se sente confortável. Aqui se encontram preços moderados e equilíbrio entre gastronomia e ambiente. Frequento há aproximadamente 20 anos", declarou o cliente.

Instagramável

O Jambeiro também enquadra sua arquitetura e requinte para o registro de belas imagens. Uma boa dica é colocar a câmera do seu celular no modo retrato e ir até a varanda de baixo para aproveitar as luzes ao fundo, que são acesas a partir do fim de tarde. Como resultado você terá o famoso efeito bokeh.


Autor: Layla Mussi | Descrição:

Matérias Relacionadas