Iguaba: primeira fase do cadastro municipal dos artesãos termina nesta sexta-feira

A ideia é criar um sistema de informações do artesanato municipal

Enviado Direto da Redação
A ideia desse cadastro é criar um sistema de informações  do artesanato municipal

A ideia desse cadastro é criar um sistema de informações do artesanato municipal

Foto: Divulgação

Termina nesta sexta-feira (10) a primeira fase do cadastro municipal dos artesãos de Iguaba Grande. Realizada pela Subsecretaria de Cultura, a ação teve início no último dia 1 de junho e tem o objetivo de fortalecer a categoria na cidade. Qualquer morador que realize trabalhos manuais ainda pode acessar o link http://abre.ai/cadastroartesaos e preencher o formulário de forma gratuita tendo em mãos o número da identidade e do CPF. A segunda fase do processo será presencial, sem data prevista para o início devido à pandemia de Covid-19.


A ideia desse cadastro é criar um sistema de informações  do artesanato municipal de forma permanente, permitindo conhecer e mapear o setor artesanal para promover e desenvolver a valorização do artesão, elevando o nível cultural, profissional, social e econômico da cidade.


O cadastro tem como base o Programa de Artesanato Brasileiro (PAB), um programa federal que tem a finalidade de padronizar e estabelecer os parâmetros de atuação. De acordo com a coordenadora das artesãs da cidade, Anna Lúcia Dantas, o PAB contribui para a definição dessas políticas públicas. Ela defende que a iniciativa municipal é importante e que traz vários benefícios para o setor.


“O artesão vai poder participar de ações que visem a qualificação profissional, a melhoria na qualidade no setor artesanal, e ainda de eventos que viabilizem a comercialização dos produtos, aproximando-os do mercado consumidor e das articulações que promovam e divulguem o artesanato municipal”, explicou, lembrando que em caso de dúvidas o artesão pode enviar um e-mail para cultura@iguaba.rj.gov.br

Veja também