Alerj terá CPI sobre despejo de substâncias químicas em Araruama

Parlamentares vão apurar os danos ambientais

Enviado Direto da Redação
Parlamentares vão apurar os danos ambientais

Parlamentares vão apurar os danos ambientais

Foto: Divulgação

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) terá uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a ocorrência de danos ambientais e o despejo irregular de substâncias químicas nas lagoas de Araruama pela concessionária Prolagos S.A., responsável pelo saneamento na região, entre 2018 e 2019. É o que define o projeto de resolução 284/19, dos deputados do PSL Dr. Serginho e Gustavo Schmidt, que foi aprovado em discussão única nesta quarta-feira (13/11). A medida será promulgada pelo presidente da Casa e publicada no Diário Oficial do Legislativo nos próximos dias.


Com prazo de funcionamento de 90 dias, a CPI também investigará as condições das estações de tratamento da empresa. “Na região, a gente vive um problema sério com o despejo de esgoto na lagoa, prejudicando pescadores e atrapalhando o turismo. Essa CPI é para avançar sobre tudo aquilo que a Prolagos tem feito para atrapalhar a população”, declarou o deputado Dr. Serginho (PSL).

Veja também