Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down 5,4907
Search

Ministério Público decreta prisão preventiva do ex-presidente da Câmara de Casimiro de Abreu

'Pezão' é acusado de desviar R$ 87 mil

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 12 de outubro de 2017 - 16:05
Segundo o MPRJ, ele foi denunciado pelos crimes de concussão e peculato e associação criminosa.
Segundo o MPRJ, ele foi denunciado pelos crimes de concussão e peculato e associação criminosa. -

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro realizou a “Operação Retorno” para cumprir um mandado de prisão preventiva contra Alessandro Macabú Araújo, conhecido como “Pezão”, ex-presidente da Câmara de Casimiro de Abreu.

A operação aconteceu por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), com apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ) que cumpriram quatro mandados de busca e apreensão em casas de pessoas ligadas a ele.

Segundo o MPRJ, eles foram denunciados pelos crimes de concussão e peculato e associação criminosa. Em 2016, “Pezão” foi afastado da presidência da Câmara por desvios de até R$ 87 mil. “Pezão” obrigava cinco funcionários contratados do gabinete e repassar parte do salário recebido para ele próprio. Eles recebiam entre R$ 1,2 mil e R$ 5 mil e ficavam com até R$ 700, repassando o restante do valor para o ex-vereador, segundo o MPRJ. O Ministério Público também “requereu o sequestro dos bens móveis e imóveis dos denunciados e o bloqueio de suas contas bancárias em valores acima de R$ 5 mil”.

Matérias Relacionadas