Polícia prende suspeito de assassinar investidor de criptomoedas em São Pedro

Sete suspeitos já foram presos e um continua foragido

Escrito por Redação 21/10/2021 15:50, atualizado em 21/10/2021 16:50
Luiz Fillipe Vieira Cherfan Tavares, o Branquinho ou Playboy, foi preso na Ilha do Governador
Luiz Fillipe Vieira Cherfan Tavares, o Branquinho ou Playboy, foi preso na Ilha do Governador . Foto: Divulgação

Foi preso nesta quinta-feira (21), pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), um dos suspeitos de assassinar o investidor de criptomoedas Wesley Pessano, de 19 anos, em agosto, em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio. A ação foi apoiada por agentes da 125ª DP (São Pedro da Aldeia).

Luiz Fillipe Vieira Cherfan Tavares, conhecido como Branquinho ou Playboy, foi preso na Ilha do Governador. Ele também é investigado por participar do tráfico na Maré e por suas ligações com o Thiago da Silva Folly, o TH.

Agora, já são sete pessoas presas por envolvimento no homicídio do investidor. Um suspeito continua foragido.

Relembrando

Wesley Pessano, de 19 anos, morava em Cabo Frio e teria ido até a Rua Marechal Castelo Branco, no bairro São João, em São Pedro da Aldeia, para cortar o cabelo. No local, ele foi morto com pelo menos três tiros. 

Um homem de 27 anos, que estava no banco do carona, foi ferido nas costas e em um dos braços e foi levado para um hospital em Araruama.

Wesley Pessano foi morto enquanto ia cortar o cabelo em São Pedro da Aldeia
Wesley Pessano foi morto enquanto ia cortar o cabelo em São Pedro da Aldeia | Foto: Reprodução/Redes Sociais
 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas