Cabo Frio anuncia punição para quem descumprir regras do uso de solo

Ação começa nesta sexta-feira (22) pela Praia do Forte e se estenderá para as demais orlas gradualmente

Escrito por Redação 22/01/2021 10:50, atualizado em 22/01/2021 11:40
ção começa nesta sexta-feira (22) pela Praia do Forte e se estenderá para as demais orlas gradualmente
ção começa nesta sexta-feira (22) pela Praia do Forte e se estenderá para as demais orlas gradualmente . Foto: Divulgação

A partir desta sexta-feira (22), barraqueiros ou ambulantes que atuam na Praia do Forte, em Cabo Frio, e descumprirem as regras de uso de solo, serão multados pela Fiscalização de Posturas. Para definir o regulamento, a Prefeitura realizou reuniões com representantes dos segmentos durante toda a semana, finalizando nesta quinta-feira (21) com a definição de como será a ocupação da areia.

Pelo regulamento, barraqueiros estão autorizados a utilizar dez guarda-sóis e dez jogos completos de mesas e cadeiras que deverão ser montados gradualmente: começa com quatro mesas montadas, e vai aumentando conforme a ocupação, até chegar ao limite máximo de dez. No caso dos ambulantes que trabalham com carrinho, está autorizada a utilização de somente dois jogos de mesa. Para os que trabalham com aluguel, foram permitidos 10 guardas-sóis e 40 cadeiras.

A reunião desta quinta-feira teve a participação da secretária de Obras e Serviços Públicos, Tita Calvet; da secretária adjunta de Licenciamento e Fiscalização, Anne Kelly; do coordenador geral de Posturas, Paulo César Alves; do presidente da Associação dos Barraqueiros da Praia do Forte, Valdemir da Costa; e do presidente do Sindicato dos Ambulantes, Luciano Mello. No encontro ficou decidido que a fiscalização na Praia do Forte será intensificada a partir das 5h30m desta sexta-feira, seguindo, nos próximos dias, para as demais praias da cidade.

“Todos os barraqueiros e ambulantes estão cientes da quantidade de mesas e cadeiras que serão permitidas, inclusive, foram orientados quanto a isso. A fiscalização vai atuar desde o início da manhã, coibindo a entrada de material extra. Esperamos não ter nenhuma apreensão, pois o diálogo foi intenso, amplo e positivo para que possamos dar continuidade ao ordenamento de nossas praias”, disse Paulo César Alves.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas