Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down
Search

Aposentados terão que passar o fim de ano sem o 14° salário

O 13° salário foi liberado para as pessoas na pandemia

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 14 de dezembro de 2020 - 10:07
O 14° salário ajudaria a renda das pessoas neste fim de ano
O 14° salário ajudaria a renda das pessoas neste fim de ano -

Ao que tudo indica, o 14° salário dos aposentados e pensionistas do INSS não sairá neste mês de dezembro e em nenhum outro. A medida, que visava ajudar as famílias nesse fim de ano, não saiu do papel. As informações são da Folha de S. Paulo.

A ideia do 14° salário surgiu com o projeto de lei 3.657/2020, do senador Paulo Paim (PT-RS), criado em julho, após a liberação do 13° salário dos beneficiários do INSS em duas parcelas em abril e junho deste ano, por causa da pandemia. A medida de adiantamento do 13° salário foi feita com o objetivo de ajudar aqueles que passavam por uma crise financeira no isolamento.

O projeto de lei de Paulo Paim foi criado por iniciativa popular e afirma que, no ano de 2020, o abono anual dos segurados e dependentes do RGPS (Regime Geral de Previdência Social) dobre. Com isso, seria possível criar um 14° salário emergencial para aqueles que recebem benefícios do INSS, sejam auxílio-doença, auxílio-acidente, auxílio-reclusão, pensão por morte e, claro, aposentadoria.

O valor do 14° salário ainda retornaria de forma rápida para o comércio neste fim de ano, considerando as festas e a época de comprar presentes, por isso, poderia fazer bem economicamente. No entanto, o projeto não mostra de onde viria esse dinheiro e os gastos públicos do governo este ano, contando com auxílio emergencial e outras despesas, se somou a R$ 275 bilhões, sendo o valor considerado um terço da economia da reforma da Previdência. Além disso, mais R$ 200 bilhões foram direcionados para o pacote de manutenção do emprego e renda. 

O projeto do candidato do PT ainda não foi votado pelo Congresso, no entanto, é difícil que ele seja votado e aprovado até o Natal. Por isso, os beneficiários do INSS terão que se contentar com seu salário do mês, no valor normal mesmo.

Matérias Relacionadas