Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,0741 Euro down 5,2058
Search

Lewandowski dá 48 horas para Ministério da Saúde esclarecer cronograma de vacinação

Governo não especificou as datas de vacinação

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 13 de dezembro de 2020 - 18:40
Governo tem até terça-feira para esclarecer o cronograma
Governo tem até terça-feira para esclarecer o cronograma -

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski deu, neste domingo (13), o prazo de 48 horas para que o Ministério da Saúde informe uma data de início e de término do plano de vacinação contra a Covid-19.

“Intime-se o Senhor Ministro de Estado da Saúde para que esclareça, em 48 (quarenta e oito) horas, qual a previsão de início e término do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid – 19, inclusive de suas distintas fases”, escreveu o ministro em seu despacho, que é endereçado a Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, e também à Advogacia-Geral da União.

O STF divulgou ter recebido no último sábado um plano de vacinação do governo, porém o governo não apresenta datas de início nem de término da campanha de vacinação dos brasileiros. A Saúde justificou dizendo que isso só será possível após a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovar alguma vacina.

No último sábado (12), 36 especialistas colaboradores do plano de imunização nacional, que fazem parte do grupo técnico epidemiológico, disseram que não deram aval à versão final do documento e que foram surpreendidos com o envio do projeto ao STF. Uma das especialistas, a pesquisadora Ethel Maciel, escreveu em uma rede social que soube pela imprensa que o documento, enviado com sua assinatura digital, foi entregue ao Supremo. O Ministério da Saúde disse que os técnicos citados no plano foram convidados a participar, mas não tinham "qualquer poder de decisão".

Matérias Relacionadas