Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down
Search

Empresa que presta serviços ao governo atuou de graça para Renan Bolsonaro

Somente neste ano, o governo repassou R$ 1,4 milhão para a empresa

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 10 de dezembro de 2020 - 13:00
Renan Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro
Renan Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro -

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, a cobertura da cerimônia de inauguração da empresa do quarto filho do presidente Jair Bolsonaro, Jair Renan Bolsonaro, de 22 anos, foi feita gratuitamente por uma produtora de conteúdo digital e comunicação que é prestadora de serviços ao Governo Federal. Apenas em 2020, a empresa recebeu do governo uma quantia no valor de R$ 1,4 milhão por meio de contratos. 

De acordo com a reportagem. o dono da Astronauta Filmes, Frederico Borges de Paiva, compareceu ao evento e aparece em gravações interagindo com Renan, brincando com o filho do presidente.

O local da festa de inauguração, realizada em outubro, foi no camarote 311 do Estádio Mané Garrincha, em Brasília, sede da empresa Bolsonaro Jr Eventos e Mídia. A empresa é especializada na criação de conteúdo publicitário para leilões, conferências, congressos, feiras e exposições comerciais, além de conceder profissionais para atuar na infraestrutura de eventos, entre outros serviços.

A Astronauta Filmes foi a empresa encarregada de produzir trabalhos para o Ministério da Saúde, filmes publicitários para o Ministério da Educação e para ações ligada ao Ministério do Turismo, como o Pátria Voluntária, administrado pela primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Algumas dessas atividades são apresentadas no seu portfólio.

Segundo a Folha, o proprietário da Astronauta assumiu ter feito serviços para a empresa de Renan. "Trocamos por permuta pela divulgação das nossas marcas, assim como fazemos em diversos outros projetos", explicou Paiva ao jornal.

A festa foi feita junto com o MOB Fit, empresa que possui relação com o ex-personal trainer de Renan e subsecretário de Programas e Incentivos Econômicos do Distrito Federal, Allan de Lucena.

A revista Veja divulgou a abertura da empresa de Renan. De acordo com a reportagem, Renan solicitou uma audiência ao gabinete da Presidência da República para conversar sobre os interesses comerciais de um dos seus investidores do Espírito Santo. O requerimento foi levado ao ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, através de um assessor especial do presidente.

Questionada pela reportagem sobre o caso, a Secretaria de Comunicação da Presidência somente comunicou que "a Secretaria Especial de Comunicação Social não tem contrato com a referida empresa". A Folha informou ainda que perguntou à Renan sobre o assunto, mas ele não se manifestou em relação aos questionamentos.

Matérias Relacionadas