Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,1665 Euro down 5,2528
Search

PT não elege nenhum prefeito em capitais desde a redemocratização

Partido viu reduzir o número de prefeituras governadas

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 30 de novembro de 2020 - 14:30
Candidata à prefeitura do Recife, Marília Arraes foi grande aposta do PT no 2º turno
Candidata à prefeitura do Recife, Marília Arraes foi grande aposta do PT no 2º turno -

O Partido dos Trabalhadores (PT) não conquistou a prefeitura de nenhuma capital na eleição municipal de 2020, fato que não ocorre desde a redemocratização do país, em 1989. A perda do partido em relação às prefeituras governadas ficou consolidada depois da derrota de Marília Arraes no Recife (PE) e João Coser em Vitória (ES).

Apesar de ser o partido com mais candidato no segundo turno, com nomes em 15 das 57 cidades que foram às urnas nesse domingo, o partido ganhou em apenas quatro cidades: Contagem (MG), Diadema (SP), Juiz de Fora (MG) e Mauá (SP). Nas capitais, o PT não obteve nenhuma conquista.

Em Vitória, Coser foi derrotado pelo candidato bolsonarista Lorenzo Pazolini (Republicanos) por 58,50% a 41,40%. Já no Recife, Marília Arraes perdeu para o primo João Campos, do PSB. Campos teve 56,01% dos votos, contra 43,99% da petista.

A campanha de Marília contou com uma força tarefa para eleger a petista, tendo participação direta do ex-presidente Lula na campanha, enquanto Campos obteve apoio de partidos de centro-direita no segundo turno.

Além das capitais, o partido também viu diminuir a sua presença na prefeitura de outras cidades. De 630 prefeitos eleitos em 2012, o PT passou a 256 em 2016 e 183 este ano. O partido enfrenta uma crise desde a Operação Lava Jato e o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2016.

Matérias Relacionadas