Deputado bolsonarista alega fraude e pede anulação das eleições

Daniel Silveira oficializou pedido à PGR

Enviado Direto da Redação
Daniel Silveira oficializou pedido à PGR

Daniel Silveira oficializou pedido à PGR

Foto: Câmara dos Deputados/Divulgação

O deputado federal e policial militar Daniel Silveira, do PSL, tem afirmado em suas redes sociais que houve fraude no primeiro turno das eleições municipais de 2020. Em razão disso, apresentou à Procuradoria Geral da República (PGR) uma notícia crime para que a votação seja anulada por "supostos eventos que tiraram a lisura do processo eleitoral". O deputado, que não apresentou nenhuma prova de irregularidade, também disse que já entrou em contato com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso.

"Por favor pessoal! Já oficiei o ministro Barroso pedindo a anulação destas eleições, pois estão claramente viciadas e ingressei com notícia crime na PGR para que seja investigado. Pressionem os deputados a fazerem o mesmo. As eleições FORAM FRAUDADAS, a lei exige anulação!", escreveu Daniel em seu Twitter.

A ação do deputado segue a mesma linha que vem sendo defendida pelo presidente Jair Bolsonaro para tentar diminuir a confiabilidade do sistema eleitoral brasileiro. O primeiro turno eleitoral enfrentou problemas de atraso na divulgação dos resultados por uma lentidão no sistema do TSE, mas apesar do problema técnico, o presidente do tribunal afirmou que "não houve nenhum tipo de comprometimento para a fidedignidade do voto, para a fidelidade da manifestação da vontade popular".

INVESTIGADO POR FAKE NEWS

O deputado Daniel Silveira é um dos dos investigados nos inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos no Supremo Tribunal Federal (STF) e também já foi alvo de um mandado de busca e apreensão pela PF na ação de investigação contra as fakenews e ataques a ministros da corte.

Veja também