Pavimentação das ruas do Serra Grande e Maravista avançam

Bairros recebem obras em mais três ruas após implantação da rede de drenagem

Escrito por Redação 20/10/2020 19:21, atualizado em 20/10/2020 19:30
. Foto: Berg Silva/Divulgação

Mais três ruas dos bairros Serra Grande e Maravista, na Região Oceânica, estão recebendo pavimentação nesta semana, após a implantação da rede de drenagem. Neste momento, são as ruas A, B e D. O trabalho já foi feito na Rua Cantagalo e, na próxima semana, será a vez da Travessa Bahia. Nesta terça-feira (20), o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, acompanhado do secretário municipal de Obras, Vicente Temperini, esteve no local para uma visita técnica às obras de urbanização, drenagem e pavimentação. Também participaram da visita o presidente da Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa), Reinaldo Pereira, e o administrador regional da Região Oceânica, Rubens Branquinho.  


“A Região Oceânica de Niterói ficou décadas abandonada. Nos últimos sete anos, apesar da crise mais geral, fizemos centenas de ruas aqui. Quando eu assumi a gestão municipal, cerca de 80% das ruas da região não tinham infraestrutura. As pessoas não tinham qualidade urbana e qualidade de vida. Os moradores sofreram com enchentes e alagamentos. Nós estamos mudando essa história, o que pode ser visto em bairros como Cafubá, Fazendinha, Bairro Peixoto e Boa vista, que já receberam toda a infraestrutura”, afirmou Rodrigo Neves. “São obras importantes que muita gente não gosta de fazer porque não aparece, mas são obras que ficam para as atuais e futuras gerações, para as próximas décadas, além de melhorar a qualidade de vida dos moradores. Estamos virando essa página do esquecimento da Região Oceânica”, enfatizou.


As intervenções nos bairros Serra Grande e Maravista integram o pacote de obras de urbanização anunciado pela Prefeitura de Niterói em 2018. O projeto contempla também os bairros Santo Antônio, Maralegre e Engenho do Mato, um total de aproximadamente 200 ruas beneficiadas com drenagem e pavimentação. Serão cerca de R$ 210 milhões para os projetos executados com recursos do Município e da Cooperação Andina de Fomento (CAF).

“Além de obras de infraestrutura, também estamos fazendo a proteção da parte ambiental, recuperando o que a região tem de melhor, que são suas belezas naturais, como as lagoas.  Apesar de ser uma atribuição do Estado, a Prefeitura está realizando investimentos para a recuperação definitiva das lagoas”, afirmou Rodrigo Neves.

Moradora do bairro há três anos, Rose Antunes, ressalta a importância das melhorias para a região.

“Com a drenagem e pavimentação das ruas não teremos mais lama, porque essa era a nossa realidade toda vez que chovia. Muita lama. O bairro vai valorizar, vai ficar mais bonito. Antes, cada morador fazia a sua calçada de qualquer jeito, agora tem um padrão, o que também contribui para valorizar ainda mais os imóveis. A Região Oceânica estava esquecida, agora, com estas obras que estão sendo feitas em várias áreas, ficará muito melhor”, disse Rose Antunes.

Investimentos – Desde 2013, foi realizado o maior investimento que a Região Oceânica já recebeu em obras de drenagem e pavimentação. São mais de R$ 100 milhões. Foram drenados e pavimentados o Cafubá, a Fazendinha e o Bairro Peixoto, e parte de Piratininga, Camboinhas, Maravista e Maralegre. São mais de 150 ruas com obras executadas.

Em 2018, por exemplo, foram concluídas as obras da Avenida Professora Romanda Gonçalves, no Engenho do Mato. A via tem três quilômetros de extensão e recebeu investimento de R$ 19 milhões. Em 2017, foi entregue a maior obra de macrodrenagem de Itaipu e Piratininga, entre a Estrada Francisco da Cruz Nunes e a Avenida Almirante Tamandaré.  


Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas