Bolsonaro fala sobre kit de ética para professores, entenda!

Presidente comparou novo kit ao "kit gay"

Enviado Direto da Redação
O presidente falou sobre o tema em uma de suas lives semanais

O presidente falou sobre o tema em uma de suas lives semanais

Foto: Reprodução/Internet

O presidente Jair Bolsonaro divulgou um novo "kit" na última quinta-feira (15), durante uma de suas transmissões semanais ao vivo. O novo kit de Bolsonaro se chama "Um por todos e todos por um", é direcionado a professores e fala sobre "ética e cidadania", segundo o mesmo. Bolsonaro aproveitou para comparar este kit com o "kit gay", que ensinava as crianças a serem contra a homofobia e que Bolsonaro usou como argumento para buscar "combater" em sua campanha eleitoral. O "kit gay", no entanto, nunca foi comprado pelo Ministério da Educação (MEC) para ser levado para as escolas. As informações são do jornal Estadão Conteúdo.


"Que diferença, hein pessoal? Daquele kit de lá trás, vocês lembram? Aquele que ensinava o que os pais não admitiam. Aquela briga nossa contra a aquele partido lá de trás que realmente deseducava as crianças. Agora é diferente", disse o presidente ao anunciar o novo kit ao lado do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, e do ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário. 


Segundo Bolsonaro, o novo kit para professores também possui uma versão digital e uma para estudantes. O produto foi produzido pela Controladoria-Geral da União (CGU) e o Ministério da Educação.


Bolsonaro ainda aproveitou o momento para celebrar o Dia dos Professores e informou que ele mesmo já foi professor de educação física. Ele informou que "grande parte do futuro do Brasil" passa pelos professores e concluiu que "a molecada tem que ser melhor instruída". 


Na mesma live, o presidente falou sobre a Lava Jata e como em seu governo não há corrupção. O mesmo foi dito por ele na semana passada quando ele afirmou, no Palácio do Planalto, que a Lava Jato havia "acabado". Nesta semana, ele voltou a falar do tema e disse que daria uma "voadora no pescoço" naquelas pessoas que se envolvessem com corrupção durante o seu mandato. Vale lembrar que, horas depois, foi descoberto que o vice-líder do governo no Senado Chico Rodrigues (DEM-RR) escondeu R$ 33.150,00 em espécie na cueca quando a Polícia Civil realizou uma operação de busca e apreensão em sua casa. Ainda foram achados outros R$ 10 mil e US$ 6 mil em um cofre na residência do vice-líder em Boa Vista. Rodrigues foi destituído de seu cargo ontem (15).


O presidente ainda afirmou que vem buscando "fechar os ralos da corrupção que possam estar acontecendo", mas que não é fácil, pois a corrupção está "enraizada" para ele.

Veja também