Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,3011 Euro up 5,5219
Search

Presidente Bolsonaro provoca Witzel após afastamento do governador

Ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes, também debochou do afastamento

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 28 de agosto de 2020 - 15:25
Em maio deste ano, o presidente já havia alfinetado o governador depois dele ter sido alvo de buscas
Em maio deste ano, o presidente já havia alfinetado o governador depois dele ter sido alvo de buscas -

O presidente Jair Bolsonaro riu na manhã desta sexta-feira (28) na saída do Palácio da Alvorada ao comentar com um apoiador sobre o afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), por supostos desvios na área da Saúde. Bolsonaro disse que a situação está "pegando" e que "está acompanhando".

"O Rio está pegando, o Rio está pegando hoje. Está sabendo do Rio hoje? Governador já... Quem é teu governador?", disse ao apoiador. Em seguida, o apoiador respondeu aos risos que agora Witzel é "o vice."

Na manhã de hoje, o governador afastado se posicionou dizendo que a operação é "um circo sendo montado". E atribuiu o afastamento ao presidente, sugerindo estar sendo vítima de uma perseguição. Bolsonaro já declarou que quer o Rio de Janeiro e já me acusou de perseguir a família dele", declarou.

Saiba mais:

Witzel queria comprar rádio no Rio para aumentar exposição política, diz denúncia

Witzel é afastado do governo após Operação Tris in Idem nesta sexta (28)

Em maio deste ano, o presidente já havia alfinetado Wilson Witzel quando ele foi alvo de buscas. "Parabéns para Polícia Federal", disse o presidente sorrindo. 

O afastamento de Witzel também foi motivo de provocação para o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes. Na sua página no Facebook, o ex-prefeito postou a foto de um Kinder Ovo, chocolate reconhecido por conter surpresas dentro, com a legenda "Avisei."

Atualmente, Eduardo Paes é líder nas pesquisas de intenção de voto e é pré-candidato às eleições municipais do Rio. Na última eleição, Paes concorreu ao cargo de governador e disputou com Witzel no segundo turno, mas Witzel venceu com 59,87% dos votos válidos. 

Witzel foi afastado nesta sexta-feira, em decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça). O governador nega as acusações e diz ser alvo de "interesses políticos".

Matérias Relacionadas