Alerj destina R$ 20mi à Fiocruz para o combate  ao coronavírus nas favelas e periferias

Verba é oriunda do Fundo Especial da Assembleia Legislativa

Enviado Direto da Redação

Foto: Divulgação

A  Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta terça-feira (04) um projeto de lei que destina recursos  para o Programa de Atendimento e Orientação à Covid-19. O PL nº 2920/2020, de autoria da deputada estadual Renata Souza (PSOL), transfere até R$ 20.000.000,00 (vinte milhões de reais) do Fundo Especial da Assembleia Legislativa à Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz) para o desenvolvimento e a implementação do plano de enfrentamento ao coronavírus nas favelas e periferias.


“Aprovamos um aporte financeiro que vai salvar vidas nas favelas e nas periferias. Dados do Ipea apontam que 80% das mortes de coronavirus está na favela, quando a assembleia legislativa destina recursos próprios a uma instituição com a credibilidade científica da FioCruz, estamos sinalizando para a população do Rio de Janeiro que vidas faveladas importam”, aponta Renata Souza, que também é presidenta da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Alerj.


Para a efetivação da transferência, a Fiocruz celebrará Termo de Compromisso com a Alerj e se comprometerá a publicar o plano de trabalho executivo em suas redes oficiais, de modo a assegurar o acesso público aos dados, em atenção ao princípio da transparência, e a favorecer os processos de fiscalização e controle social. Este projeto é de extrema importância para o cumprimento da Lei 2420/ 2020, também de autoria da deputada estadual Renata Souza (PSOL), que tem por objetivo enfrentar a evolução do contágio pelo novo coronavírus em territórios de favela e em regiões periféricas do Estado do Rio de Janeiro.

Veja também