Alerj diz que vai recorrer de liminar do STF que suspendeu impeachment de Witzel

Uma nova comissão deverá ser formada

Enviado Direto da Redação
Alerj vai recorrer de suspensão do impeachment de Wilson Witzel

Alerj vai recorrer de suspensão do impeachment de Wilson Witzel

Foto: Divulgação/ Agência Brasil

Após o Supremo Tribunal Federal (STF) suspender o processo de impeachment do governo Wilson Witzel, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj) disse que vai recorrer da decisão. A medida foi tomada por unanimidade em uma reunião na tarde desta terça (28), com líderes partidários.

De acordo com o presidente da Alerj, a Casa que vai estudar, a partir de agosto, o recurso junto com os 25 líderes partidários. "A Casa vai argumentar que o rito estabelecido pela Lei 1079/50 (Lei do Impeachment) está sendo respeitado, com a representação de todos os partidos na comissão especial que analisa a denúncia e a garantia da ampla defesa do governador".

Mesmo com a decisão de recorrer, o governador do Rio segue ganhando tempo para apresentar sua defesa formal à comissão. Os advogados de Witzel alegam que o rito do impeachment na Assembleia desrespeitou precedentes abertos pela Corte.

Com a suspensão do STF, o pedido volta a sua etapa inicial e uma nova comissão deverá ser formada.

Veja também