Witzel prestará depoimento hoje (09) sobre casos de corrupção na saúde

O governador é um dos investigados na Operação Placebo

Enviado Direto da Redação
O governador está sendo um dos investigados pela Operação Placebo junto com a Iabas

O governador está sendo um dos investigados pela Operação Placebo junto com a Iabas

Foto: Divulgação

O governador Wilson Witzel (PSC) deve prestar, nesta quinta-feira (09), seu depoimento para a Polícia Federal sobre a suspeita de corrupção na área da saúde durante os contratos feitos na pandemia. Ele será ouvido na sede da Polícia Federal no Rio, na Praça Mauá. O governador é investigado pela Operação Placebo.


A Operação Placebo é a responsável por investigar o possível caso de corrupção que envolve o Instituto de Atenção Básica e Atenção à Saúde (Iabas) que, inicialmente, foi contratado para ser responsável pelos hospitais de campanha durante a pandemia do novo coronavírus. No possível esquema de corrupção que está sendo investigada, a instituição, junto com alguns agentes públicos, teria superfaturado o valor dos insumos para as unidades de saúde e fraudado documentos.


A Operação Placebo fez com os agentes da Polícia Federal cumprissem inúmeros mandados de busca e apreensão em endereços no Rio e em São Paulo. Um dos locais investigados pelos policiais foi o Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador Wilson Witzel, além da antiga residência do governante no Grajaú e do escritório de advocacia de Helena Witzel, esposa do governador.


Além desse processo, Witzel está sofrendo com o processo de impeachment aberto pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Nesta quinta-feira (09), inclusive, se inicia o prazo para que o governador apresente a sua defesa no processo.

Veja também