Sara Winter sai da prisão e passa a usar tornozeleira eletrônica

Ativista da extrema-direita gravou vídeo para os seus seguidores

Enviado Direto da Redação
Bolsonarista Sara "Winter" deixa prisão após dez dias e deixa mensagem para seguidores

Bolsonarista Sara "Winter" deixa prisão após dez dias e deixa mensagem para seguidores

Foto: Reprodução/Twitter

Após dez dias na prisão, a bolsonarista Sara Fernanda “Winter” Giromini deixou a Penitenciária Feminina do Distrito Federal e passou a ser monitorada por tornozeleira eletrônica. Além dela, outros cinco integrantes do “Acampamento dos 300”, grupo de ativistas da extrema-direita, deixaram a penitenciária no final da tarde de quarta (24).

A Justiça determinou que Sara só poderá frequentar dois lugares, sua casa e o trabalho. Assim que chegou na sua residência, a ativista de 28 anos deixou uma mensagem nas suas redes sociais dizendo que não se arrepende dos atos antidemocráticos que participou.

“Boa noite, Sara Winter. O que sobrou da Sara e o que está renascendo da Sara. Foram 10 dias baixo uma prisão arbitrária que até agora não sei o motivo. Hoje, uma pessoa, enquanto eu colocava a tornozeleira eletrônica, me perguntou: Sara você se arrepende? Não, eu não me arrependo. Pelo meu país, eu faria o necessário”, disse Sara.

Ela contou também como foram os momentos dentro da prisão durante esses últimos dias. “Foram dias muito horríveis. A pior coisa é você ser apoiador do presidente Bolsonaro em um presídio. Você escuta ameaças horríveis contra você e contra seus familiares”, revelou ela.

Veja também