Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down
Search

Cedae anuncia três reservatórios com 10 milhões de litros de água para SG

Projeto coordenado por Dejorge Patrício promete acabar com o problema de abastecimento em vários bairros da cidade

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 01 de maio de 2020 - 11:30
Assessor de projetos da Cedae, Dejorge Patrício, mostra o reservatório no Jardim Miriambi que terá a capacidade de armazenar de 10 milhões de litros de água
Assessor de projetos da Cedae, Dejorge Patrício, mostra o reservatório no Jardim Miriambi que terá a capacidade de armazenar de 10 milhões de litros de água -

Entre diversos problemas que assolam São Gonçalo há décadas, um deles é a distribuição de água canalizada. Moradores de diversas regiões da cidade sofrem com torneiras secas em suas casas. Uma das regiões da cidade, onde isso acontece é o terceiro distrito do município, que passará a contar com três reservatórios de água (com capacidade de 10 milhões de litros) da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), sendo duas unidades no Jardim Miriambi e uma, em Monjolos, que irão reforçar o abastecimento de outras regiões gonçalenses. 

As obras devem ser iniciadas em junho e serão coordenadas pelo assessor especial da estatal, Dejorge Patrício, que foi nomeado para a função pelo governador Wilson Witzel (PSC), em 2019.

"Estamos desenvolvendo diversos projetos que estavam parados, entre eles, o dos reservatórios do Jardim Miriambi e Monjolos, que devem ter as obras iniciadas em junho, pois precisamos esperar passar esta pandemia do coronavírus. Este projeto tem a finalidade de interligar estes três 'reservatórios mãe' a uma rede já existente para os outros reservatórios que abastecem diversas partes do município. Ou seja, o objetivo é estabilizar o abastecimento no fluxo diário. Porque há locais que cai água uma ou duas vezes na semana e tem outros que cai apenas uma ou duas no mês. Apenas em cerca de 20% ou um pouco mais que isso dos bairros de São Gonçalo caem água diariamente",  explicou Dejorge a O SÃO GONÇALO.

Dejorge que é pré candidato à Prefeitura de São Gonçalo pelo Republicanos (PRB), e já foi vereador (pelo PR) na cidade, como também foi segundo colocado nas eleições para prefeito (já pelo PRB), em 2016,  descartou que seu trabalho à frente desse projeto da Cedae seja caracterizada como uso da máquina pública para campanha política antecipada.

"Eu ficaria preocupado se recebesse elogios de meus adversários. Não me preocupo com este tipo de politicagem e eu sei que infelizmente as coisas são assim. Reclamam quando você não faz nada e também vão criticar quando se faz algo. Isto é natural mas eu não me abalo. No momento, estou concentrado em melhorar o trabalho da Cedae, em São Gonçalo. O nosso povo precisa de ação e não deste 'esgoto' da politicagem que existe em alguns setores. Tenho a oportunidade de estar à frente de um órgão que ficou mais de 20 anos sem fazer nada na cidade e em alguns meses conseguimos avançar muito. Por exemplo, levamos água a lugares que nunca havia recebido uma gota, como Rio de Ouro e em uma parte de Monjolos, onde muitas pessoas só tinham água de poços artesianos. Além disso, vamos executar muitos outros projetos em inúmeras áreas como Trindade e Gradim, entre outros bairros" , finalizou.

Assista ao vídeo do local de onde está localizado o reservatório do Jardim Miriambi

Matérias Relacionadas