Moro manda abrir inquérito para investigar declarações de Lula contra Bolsonaro

PF usou Lei de Segurança Nacional para investigar o caso

Enviado Direto da Redação
Lula afirmou que Jair Bolsonaro seria chefe de milícia

Lula afirmou que Jair Bolsonaro seria chefe de milícia

Foto: Divulgação

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, determinou a abertura de um inquérito, junto a Polícia Federal, para apurar declarações políticas feitas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no ano passado. Lula foi interrogado, nesta quarta-feira (19), a respeito das declarações feitas quando deixou a prisão, na qual afirma que Jair Bolsonaro seria chefe de milícia.


Os deputados Gleisi Hoffmann (PR) e Paulo Pimenta (RS), estavam com o ex-presidente no momento do depoimento, realizado no Aeroporto de Brasília, e divulgaram o acontecimento à imprensa. A assessoria do Ministério da Justiça e da Segurança Pública confirmou a declaração.


Em nota, o ministério disse que o inquérito foi aberto por Moro para apurar o crime cometido contra a honra de Bolsonaro e com base na Lei de Segurança Nacional.

Veja também