Ex-presidente da Cedae não responde perguntas e deixa audiência na Alerj

Hélio Cabral alegou "não se sentir confortável" na audiência que tratava sobre a crise hídrica

Escrito por Redação 11/02/2020 14:58, atualizado em 11/02/2020 15:53


O ex-presidente da Cedae, Hélio Cabral, deixou na manhã desta terça-feira (11), a audiência pública que discutia a crise hídrica na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Depois de apresentar os investimentos feitos pela corporação e a atuação após o problema relacionado à qualidade da água, Cabral se recusou a responder os questionamentos dos deputados, alegando que seu sucessor deveria respondê-las. Ele anunciou ao ler um pronunciamento, afirmando desconforto de sua parte na audiência.


Após a saída de Hélio Cabral sob vaias, Renata Souza (Psol) reforçou que iria encaminhar um pedido de urgência para a abertura da CPI da Cedae.


Ao deixar a Alerj escoltado por dois seguranças, manifestantes correram atrás do veículo em que ele estava para jogar água suja.


Hélio Cabral será substituído por Renato do Espírito Santo, que é engenheiro ambiental. Espírito Santo ingressou na Cedae em 1980, tendo atuado como diretor, gerente de saneamento e chefe de departamento. Ele teria se demitido da empresa em 2017, por um plano de demissão voluntária.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas