Grupo de Apoio à Pessoa com Depressão é homenageado na Câmara de Niterói

Lenilson Ferreira, que recebe título de cidadão niteroiense, é autor de quatro livros na área de Psicanálise

Enviado Direto da Redação

Foto: Divulgação


O psicanalista Lenilson Ferreira recebe, hoje (8), o título de “Cidadão Niteroiense”, concedido pela Câmara Municipal de Niterói. A homenagem é o reconhecimento do trabalho do profissional à frente do Grupo de Apoio à Pessoa com Depressão (GAP). Lenilson também é autor do projeto de lei que pretende instituir a Semana de Conscientização da Luta contra a Depressão em Niterói.


“O último levantamento feito em 2016 pelo Datasus, do Ministério da Saúde, registra a média niteroiense de 3,44 suicídios para cada cem mil habitantes, enquanto a nacional é de 5,01. Trata-se de um número muito expressivo e a depressão é a principal causa de suicídio no país. Estamos falando de uma epidemia mundial que só cresce. A ideia de criar a Semana é estimular o pensamento e provocar a discussão sobre a doença entre a sociedade civil e também estimular atividades em escolas, por exemplo, sobre o tema”, ressalta Lenilson.


O projeto do GAP, que existe há 10 anos e já impactou milhares de pessoas, atende gratuitamente interessados em receber orientações sobre a doença, que é a principal responsável por incapacitar pessoas no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde.


Os encontros acontecem toda última quinta-feira do mês, às 19h, na Associação Médica Fluminense (AMF), em Icaraí, e também são transmitidos pela página do grupo no Facebook em tempo real (https://bit.ly/2ne4R5Y).


“Durante os encontros, provocamos a discussão sobre o tema e estimulamos que as pessoas, inclusive as que estão participando pelo Facebook, tirem suas dúvidas e compartilhem suas experiências”, conta o psicanalista.


Segundo Lenilson, 70 a 80% dos participantes do grupo são mulheres, as maiores vítimas da doença no mundo. “Quando falamos de depressão, temos um desafio muito grande que é o preconceito. E acredito que isso só se combate com informação. No GAP, recebemos portadores da doença e famílias que muitas vezes não sabem como ajudar e a quem recorrer para começar o tratamento. A depressão não tem cura, mas tem controle. É importante que o paciente entenda a doença, seus sintomas e o que pode fazer para melhorar seu quadro”, explica.


Além dos encontros mensais na AMF, o GAP também acontece em escolas públicas, entidades religiosas, condomínios, clubes, entre outros lugares de forma gratuita. Mais informações pelo telefone 3741-5594.



Lenilson é autor de quatro livros na área de Psicanálise (Psicanálise – o que ela pode fazer por você, Etimologia – Chave para a Psicanálise, Delírio de Chronos e Saúde Emocional do Professor), Lenilson Ferreira é mestre em Ciências Pedagógicas pelo Instituto Superior de Estudos Pedagógicos e professor de cursos de Graduação e de Pós- Graduação.



Especialista em Transtorno Depressivo (Depressão) e Transtorno Bipolar, o profissional é conselheiro para a Prevenção ao Uso de Drogas, certificado pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça, e membro da Federação Mundial para a Saúde Mental, do Movimento Global para a Saúde Mental, da Associação Brasileira para a Saúde Mental e da Associação Brasileira de Neurologia, Psiquiatria Infantil e Profissões Afins.

Veja também