Bolsonaro afirma que radares móveis não estarão mais nas rodovias

Declaração foi feita na manhã desta segunda (12)

Enviado Direto da Redação
Presidente fez nova declaração polêmica na manhã desta segunda, 12 de agosto

Presidente fez nova declaração polêmica na manhã desta segunda, 12 de agosto

Foto: Divulgação/ Agência Brasil


Na manhã desta segunda-feira (12), o presidente Jair Messias Bolsonaro fez mais uma declaração polêmica durante um evento no Rio Grande do Sul. Bolsonaro disse que pretende acabar com os radares móveis no país já na próxima semana. 


A declaração do presidente, que foi uma de suas promessas em sua campanha eleitoral, foi feita em um evento de liberação de um trecho de 47km e de duplicação da Rodovia BR-116, no Rio Grande do Sul. 


A Polícia Rodoviária Federal é a responsável pela operação desses equipamentos nas rodovias federais, já nas outras estradas quem fica responsável são os estados e municípios. 


Bolsonaro não informou como pretende acabar com os “pardais” mas afirmou que há uma máfia de multas por trás dessa fiscalização. “Essa máfia de multas que vai para o bolso de alguns poucos aqui dessa nação. É uma roubalheira, essa é a verdadeira indústria da multa que existe no Brasil. Anuncio para vocês que a partir da semana que vem não teremos mais radares móveis no Brasil. Essa covardia, de ficar no 'descidão', no final do 'retão', alguém atrás de uma árvore vai multar vocês, não existirá mais", afirmou o presidente.

Veja também