Quando São Gonçalo e Niterói foram 'embaixadas'

Cidades vizinhas receberam personalidades da política internacional nos anos 90

Escrito por Redação 22/07/2019 13:31, atualizado em 22/07/2019 13:20
Ex-presidente da URSS, Mikhail Gorbachev esteve no Ciep Willy Brandt, no bairro de Neves
Ex-presidente da URSS, Mikhail Gorbachev esteve no Ciep Willy Brandt, no bairro de Neves . Foto: Reprodução / Arquivo OSG

Por Rennan Rebello


Os jornais impressos e os livros são dois itens diferentes mas que servem para o mesmo propósito: registrar a história de forma segura e sem risco do conteúdo publicado ser editado ou de serem perdidos em páginas na internet que podem deixar de existir. Tal como as bibliotecas, o arquivo de O SÃO GONÇALO não é diferente e registra diversos fatos da história da Região Metropolitana do Rio desde 22 de janeiro de 1931. Entre tantos acontecimentos, a reportagem fez um ‘pequeno recorte’ de personalidades internacionais que marcaram presença em São Gonçalo e Niterói, na longínqua década de 90.


Os Centros Integrados de Educação Pública (Cieps) foram um projeto de política pública criado no mandato do gaúcho Leonel Brizola como governador do Estado do Rio de Janeiro. O mentor deste sistema foi o antropólogo Darcy Ribeiro. A intenção Cieps era em ofertar aulas em tempo integral, atividades culturais e esportivas além de atendimento médico e odontológico aos alunos. Em 1992, no bairro de Neves, em São Gonçalo, o Ciep Chanceler Willy Brandt recebeu uma visita da Rússia, a de Mikhail Gorbachev, último presidente da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), em 7 de dezembro, um ano depois da dissolução do bloco soviético após as reformas anunciadas pelo próprio Gorbachev, através da ‘glasnot’ (abertura política) e ‘perestroika’ (abertura econômica).


“A inauguração do Ciep Chanceler Willy Brandt teve a presença de uma personalidade ilustre no cenário da política internacional. Trata-se de Mikhail Gorbachov, ex-presidente da extinta União Soviética, que em visita ao Rio, foi convidado pelo governador Leonel Brizola para o evento. Gorbatchov e sua esposa Raisa chegaram ao Ciep por volta das 12 horas no mesmo helicóptero de Brizola, sendo recebidos com a execução do hino da República da Rússia, pela banda do Corpo de Bombeiros. (...) Durante o evento, um grupo de baianas e rimistas da escola de samba Unidos do Viradouro animaram a festa. Gorvatchov entrou no ritmo de carnaval pegando um bumbo e ensaiando uns batuques. O grupo de capoeira Guerreiros do Capões, formados por crianças, presenteou o ex-presidente com um berimbau, garantindo que iria aprender a tocar o instrumento”, dizia o trecho na capa de OSG sobre a presença do ex-líder comunista no espaço escolar que foi batizado em tributo ao ex-diplomata alemão que também atuou como jornalista na Guerra Civil Espanhola em 1937 e vencedor prêmio Nobel da Paz de 1971. Brandt havia falecido em outubro daquele ano, em decorrência de um câncer. No ano seguinte, no mesmo Ciep que se tornou um campus de extensão do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) desde julho de 2016; a autoridade da vez, a visitar o espaço com Brizola, foi o ex-presidente do Uruguai, Luis Alberto LaCalle, que estava acompanhado de uma comitiva uruguaia, em 12 de julho de 1993.


“(...) O presidente estava acompanhado do embaixador do Uruguai, Enrique Fynn e do prefeito da cidade de Durazno, Raul Iturria, além de jornalistas uruguaios. A comitiva desembarcou de helicóptero, às 10h50, no campo de futebol do Laboratório Farmacêutico da Política Militar, em Neves, causando frisson entre os estudantes que o aguardavam. (...) O presidente LaCalle ressaltou a importância da educação integral, que “atende as necessidades do corpo e do intelecto”, esclarecendo que em seu país também existe uma política voltada para esse tipo de ensino. (...) A visita durou cerca de horas, terminando com uma exibição improvisada de uma roda de capoeira. O Ciep Chanceler Willy Brandt atende crianças de 1ª série ao segundo grau, funcionando em regime integral. São 510 alunos matriculados, sendo que 12 deles residem na própria escola.”, informou o jornal em sua primeira página.


Embora o Ciep já seja uma parte do IFRJ, no entanto, o mesmo ainda não está em pleno funcionamento, como respondeu o diretor da unidade, Tiago Giannerini, ao questionado da reportagem. “Hoje, em São Gonçalo, o IFRJ funciona nos Cipes Neuza Brizola e Willy Brandt. O grande problema é que, quando foi assinada a cessão (do Brandt), o edifício já estava totalmente deteriorado. Toda a parte elétrica, esquadrias de alumínio, telhado, etc, foram completamente removidos e ainda havia a ocupação por dependentes químicos. No período que se seguiu, foi realizado um grande projeto em parceria com o programa ‘REDES’, envolvendo, além de nós, a Fiocruz e diversas Secretarias Municipais. Desde então o IFRJ vem conseguindo apenas pequenos recursos orçamentários junto ao Governo Federal que não são suficientes para a reforma completa do prédio”, explicou Giannerini.


Tributo a Che em S.Gonçalo -  Ainda em território gonçalense mas precisamente no dia 24 de setembro de 1997, o filho do líder da revolução cubana, Che Guevara, também marcou presença. O advogado Camilo Guevara March, que na época tinha 35 anos, foi homenageado na Câmara Municipal e durante a cerimônia charutos cubanos foram dados como presente pelos cubanos.


“Resgatar os ideais de Ernesto Che Guevara. Essa foi a tônica dos discursos durante a sessão solene na Câmara Municipal de São Gonçalo (...) Após receber a medalha Armando Leão Ferreira pela passagem do 30º aniversário (de morte) do seu pai, o advogado Camilo Guevara March expressou sua emoção (...) Junto com o filho de Che Guevara, fizeram parte da delegação cubana Sara Scchmidth (diretora do Instituto Cubano de Amizade com os Povos para América Latina e Caribe), Lazaro Riviera Hernandez (vice-presidente municipal do Poder Popular de Centro Havana), Luiz Brunet Garcia (vice-presidente da União Nacional de Escritores e Artistas de Cuba) e Juan Carlos Frometa (secretário de Relações Internacionais da União de Jovens Comunistas)”, assim foi publicado no dia seguinte sob a manchete “Câmara lembra ideais de Che Guevara”. E 22 anos após a solenidade na Casa Legislativa, a reportagem de O SÃO GONÇALO entrou em contato com Camilo que trabalha no Centro de Estudos Che Guevara, em Havana, capital de Cuba.


“Fui convidado como membro de uma delegação organizada pelo Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP), com o único propósito de estreitar os laços de irmandade com o Brasil mas a minha estadia foi curta mas recordo do carinho dos amigos brasileiros com o que tive o prazer de conviver nestes dias”, escreveu Camilo por e-mail.


Modelo cubano em solo niteroiense - Fechando a década, em 30 de junho de 1999, o ex-presidente de Cuba, Fidel Castro, esteve, em Niterói para inaugurar uma unidade do Programa Médico de Família, que foi inspirado no modelo saúde cubano.


“Com aparato de escolta pouco visto no Brasil, o presidente de Cuba, fez ontem uma visita histórica ao município de Niterói. Depois de participar da Cimeira, o ‘comandante’, trocou o terno do encontro de cúpula de chefes de Estado pela sua tradicional farda verde para participar junto com o prefeito Jorge Roberto Silveira, da inauguração de mais um módulo do Programa Médico de Família, no Morro do Palácio, no bairro do Ingá. O líder cubano seguiu ainda para o Museu de Arte Contemporânea (Mac), no Gragoatá, onde recebeu uma escultura de ferro do arquiteto Oscar Niemeyer”, registrou a capa de OSG.


Segundo a Prefeitura de Niterói, a unidade de saúde em questão, segue funcionando na localidade. “A equipe básica é composta por: médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, agente comunitário e dentista. O módulo denominado “Jesus Montane Oropesa” (em homenagem a um guerrilheiro cubano), localizado na comunidade do Palácio, foi inaugurado por Fidel Castro durante sua visita ao Rio de Janeiro, em 1992.


A unidade conta, atualmente, com mais de 3.600 usuários cadastrados para atendimento”,manifestou a prefeitura, em nota. Em visita ao Mac, Fidel assinou o ‘livro de ouro’ do museu niteroiense e deixou perpetuado a sua impressão sobre a ‘cidade sorriso’. “Nunca vi nada tão bonito, fraternal e emocionante. Guardarei por toda minha vida o quanto é incrível este momento”, escreveu o ex-guerrilheiro.

/Ex-presidente da URSS, Mikhail Gorbachev esteve no Ciep Willy Brandt, no bairro de Neves
Ex-presidente da URSS, Mikhail Gorbachev esteve no Ciep Willy Brandt, no bairro de Neves . Foto por Reprodução / Arquivo OSG
/Ex-presidente do Uruguai, Luis Alberto LaCalle, também compareceu a São Gonçalo para visitar o Ciep Willy Brandt
Ex-presidente do Uruguai, Luis Alberto LaCalle, também compareceu a São Gonçalo para visitar o Ciep Willy Brandt. Foto por Reprodução / Arquivo OSG
/Apesar de ter sido incorporado ao IFRJ, o Ciep Willy Brandt ainda não está em pleno funcionamento na cidade
Apesar de ter sido incorporado ao IFRJ, o Ciep Willy Brandt ainda não está em pleno funcionamento na cidade. Foto por Kiko Charret
. Foto por Reprodução / Arquivo OSG
. Foto por Reprodução / Arquivo OSG
. Foto por Reprodução / Arquivo OSG
/ O advogado Camilo Guevara March, que na época tinha 35 anos, foi homenageado
O advogado Camilo Guevara March, que na época tinha 35 anos, foi homenageado . Foto por Reprodução / Arquivo OSG
. Foto por Reprodução / Arquivo OSG
. Foto por Reprodução / Arquivo OSG
. Foto por Reprodução / Arquivo OSG
. Foto por Divulgação
. Foto por Divulgação
. Foto por Divulgação
/Ex-presidente de Cuba inaugurou módulo de saúde no Ingá
Ex-presidente de Cuba inaugurou módulo de saúde no Ingá. Foto por Divulgação
. Foto por Divulgação
/Fidel Castro assinou o 'livro de ouro' do MAC, em Niterói
Fidel Castro assinou o 'livro de ouro' do MAC, em Niterói. Foto por Divulgação
. Foto por Divulgação
. Foto por Divulgação
/Unidade municipal segue em funcionamento no Morro do Palácio
Unidade municipal segue em funcionamento no Morro do Palácio. Foto por Bruno Eduardo Alves / Divulgação
. Foto por Reprodução / Arquivo OSG

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas