Moradores de Niterói recebem vistorias contra o Aedes aegypti

Em janeiro foram vistoriadas mais de duas mil casas

Enviado Direto da Redação
Residências niteroienses receberam visitas de agentes de saúde

Residências niteroienses receberam visitas de agentes de saúde

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Niterói vistoriou, apenas em janeiro, mais de duas mil casas como parte das medidas de prevenção e o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Neste primeiro mês, durante os mutirões realizados pela Fundação Municipal de Saúde foram vistoriados imóveis no Vital Brazil, Martins Torres, Barreto e Caramujo.

O objetivo da Fundação Municipal de Saúde (FMS) é intensificar as ações já realizadas rotineiramente durante o ano todo.

Os agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) percorrem as regiões vistoriando casas, comércios e praças para identificar possíveis criadouros do mosquito e eliminá-los. Além do combate, a equipe informa sobre as doenças transmitidas e medidas necessárias para evitar a proliferação dentro de casa. O verão é o período com maior incidência do Aedes.

A iniciativa faz parte das estratégias dos Comitês de Combate à Dengue de todas as regiões da cidade para diminuir a proliferação do inseto. Os comitês envolvem várias secretarias como a de Conservação e Serviços Públicos, Saúde, CLIN (Companhia de Limpeza Urbana de Niterói), a administração Regional do Barreto, além de atores sociais da região – associação de moradores, escolas e unidades de saúde.

Ação diária – Além dos mutirões, as equipes do CCZ realizam trabalho intenso de rotina de prevenção e combate ao mosquito em Niterói. Agentes vistoriam diariamente imóveis em todas as regiões do município, combatendo focos do inseto e orientando a população. Profissionais do Programa Médico de Família também atuam em parceria com o CCZ nas suas áreas de cobertura.

Veja também